Kanye West denuncia violência policial em 'Wash Us In The Blood'

Em parceria com rapper Travis Scott, músico divulgou clipe com cenas dos protestos antirracistas nos EUA  

Kanye West denuncia violência policial em clipe

Kanye West denuncia violência policial em clipe

Reprodução/Twitter

Kanye West denunciou a violência policial norte-americana e o racismo no clipe da música Wash Us In The Blood, parceria com Travis Scott. O vídeo foi lançado nesta terça-feira (30).

Dirigido por Arthur Jafa, o clipe mostrou cenas dos protestos antirracistas nos EUA. Além disso, North West, a filha dele com Kim Kardashian, também participou da obra.

A canção, que será do próximo álbum dele God's Country, foi mixada por Dr. Dre, de acordo com o Twitter de Kanye.

A letra da música, inclusive, foi considerada pelos fãs "como um grito de combate ao racismo". O lançamento fez com que o nome de Kanye se tornasse um dos mais comentados das redes sociais.

"Não querem que eu seja o Kanye, não querem que o Kanye seja o Kanye, querem contratar um Kanye falso, querem contratar um calmo, mas não me levem a mal", e continua ao falar sobre escravidão. "Genocídio, o que faz; escravidão; o que faz; chove, a vida inteira vendendo drogas."

Confira a repercussão nas redes sociais