Parrerito, do Trio Parada Dura, tem sedação reduzida, segundo boletim

Cantor continua internado na UTI e ainda faz uso do respirador mecânico. Músico teve 50% do pulmão comprometido após testar positivo para covid-19

Cantor ainda faz uso do respirador mecânino

Cantor ainda faz uso do respirador mecânino

Reprodução/Record TV

Depois de testar positivo para covid-19 e sofrer um mal súbito, o cantor Parrerito, do Trio Parada Dura, apresentou melhora do quadro e teve a sedação reduzida, segundo o boletim médico divulgado neste sábado (05).

O músico continua internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Unimed, em Belo Horizonte, Minas Gerais, e segue sem previsão de alta.

Atualmente, Parrerito faz uso apenas do respirador mecânico, mas chegou a ser intubado e teve 50% do pulmão comprometido. Na quarta-feira (2), ele apresentou melhora no quadro clínico, mas permaneceu sedado.

Leia o boletim na íntegra:

Uma semana após testar positivo para a Covid-19, o cantor Parrerito, do Trio Parada Dura, continua internado na UTI do Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), mas apresenta melhora do quadro e a sedação está sendo reduzida. Parrerito já não depende 100% do respirador, pois está participando da ventilação mecânica. Os exames bioquímicos e radiológicos continuam sem apresentar alterações. Ainda não há previsão de alta.

Familiares e a equipe do Trio Parada Dura pedem a todos que continuem em oração para a completa recuperação do Parrerito, que logo estará conosco, e agradecem todas as mensagens e energias positivas recebidas nesta uma semana de internação do nosso Parrerito.  #ForçaParrerito

Aos 67 anos e diabético, Parrerito testou positivo para Covid-19 no último sábado (29) quando precisou ser internado. Na segunda-feira (31) à tarde o cantor teve um mal súbito e precisou ser intubado na UTI do Hospital Unimed com 50% do pulmão comprometido e estado grave, mas estável.