Simone e Simaria resgatam vídeo raro com Cristiano Araújo: 'Saudade'

Dupla compartilhou encontro com o cantor sertanejo, morto em 2015, em um acidente de carro; lembrança causou emoção entre os fãs do músico

Simone e Simaria compartilharam um vídeo raro ao lado de Cristiano Araújo, morto que junho de 2015, em um acidente de carro. Em publicação no Instagram, nesta quinta-feira (13), as duas falaram sobre a "saudade" que sentem do músico. 

A lembrança causou emoção entre os fãs. "Essas vozes juntas eu não aguento", escreveu uma internauta. "Perda que fez o mundo parar. Bom que a vida dele continua sendo lembrava pelos fãs e pela voz do irmão, Felipe Araújo", disse outra. "Saudade da energia contagiante dele", destacou uma seguidora. 

Na madrugada de 24 de junho de 2015, o Brasil acordou com uma notícia avassaladora para a música popular: o cantor Cristiano Araújo havia sofrido um acidente após realizar um show em Itumbiara, interior de Goiás. No carro com ele também estavam a namorada Allana de Moraes, de 19 anos, o empresário Vitor Leonardo e o motorista Ronaldo Miranda.

Dupla relembrou cantor morto em 2015

Dupla relembrou cantor morto em 2015

Reprodução/Instagram

Allana morreu na hora, enquanto Cristiano chegou a ser socorrido com vida, mas não resistiu às múltiplas lesões e fraturas sofridas no capotamento da Range Rover. Os outros dois ocupantes sofreram apenas leves escoriações.

À época do acidente, Cristiano despontava no sertanejo como uma das mais elogiadas revelações do gênero. Com o DVD In The Cities, do ano anterior, o músico se estabeleceu no mercado com um repertório que misturava músicas dançantes e baladas românticas.

Dono de uma voz potente, a morte do cantor foi extremamente lamentada no mercado e comoveu fãs por todo o país, que lotaram o velório e o cortejo fúnebre, em Goiânia.

O legado que Cristiano deixou continua vivo na música e canções como Cê Que Sabe, Caso Indefinido, Maus Bocados e É Com Ela Que Estou estão entre os clássicos do sertanejo na década de 2010.

Com o sucesso estabelecido posteriormente pelo irmão, Felipe Araújo, que pegou o vácuo do legado de Cristiano e atingiu brilho e lugar no concorrido mercado sertanejo, o nome da família continuou em alta