Pop Nove meses após morte de Simone Battle, grupo G.R.L. chega ao fim 

Nove meses após morte de Simone Battle, grupo G.R.L. chega ao fim 

Fãs já suspeitavam do término, mas confirmação veio nesta quarta-feira (3)

  • Pop | Do R7

Da esquerda para a direita: Lauren Bennett, Paula van Oppen, Simone Battle, Natasha Slayton e Emmalyn Estrada

Da esquerda para a direita: Lauren Bennett, Paula van Oppen, Simone Battle, Natasha Slayton e Emmalyn Estrada

Reprodução/Youtube

Desde a semana passada, fãs previam o fim do grupo G.R.L., já que as integrantes removeram o nome da banda de seus perfis no Twitter. Nesta quarta-feira (3), foi confirmado por um comunicado oficial dos empresários da banda para o site Digital Spy que elas vão mesmo se separar. 

Em um comunicado oficial para o site Digital Spy, empresários da banda lamentaram o fim do grupo.

— Quase nove meses depois da morte trágica de Simone Battle, o grupo de garotas G.R.L. anuncia hoje que estão se separando. Desejamos que elas continuem tendo sucesso em seus próximos projetos criativos. 

Simone Battle, uma das integrantes, foi encontrada morta em setembro do ano passado e algum tempo depois foi confirmado que ela cometeu suicídio. 

A morte abalou muito o grupo, que lançou este ano a música Lighthouse, uma homenagem para Simone. 

A cantora Lauren Bennett falou sobre o fim da banda em seu Twitter.

— Obrigado por acompanharem o G.R.L durante os tempos difíceis. Eu sei que é meio confuso, mas amo todos vocês e amor nunca esquece.

Em sua curta carreira, o grupo emplacou a música Wild Wild Love, ao lado de Pitbull, e também o single Ugly Heart, que bombou no Reino Unido. Elas também colocaram a música Vacation na trilha sonora do filme Os Smufs 2.

Últimas