HQ mostra japoneses em campos de concentração nos Estados Unidos

"Eles nos chamavam de inimigos" é história real de uma família japonesa que viveu nos campos de concentração

divulgação

George Takei ficou famoso interpretando Hikaru Sulu na série original de Star Trek, mas isso não tem nada a ver com esse quadrinho. Na obra, Takei abre sua vida e conta como foi sua infância, durante três anos morou com a família em campos de concentração americanos.

divulgação

O pesadelo da família de Takei começou quando bombas lançadas por militares japoneses atingiram Pearl Harbor matando centenas de americanos. Depois disso, foi declarada guerra contra o Japão. E todos os nipo-americanos começaram a ser perseguidos pelo governo e exército em todas as cidades dos Estados Unidos. A situação chegou ao extremo quando milhares de pessoas foram levadas para diversos campos de concentração nos EUA.

A família de Takei precisou abandonar tudo, o lugar que morava e a empresa onde trabalhavam. Tudo que construíram durante toda a vida se desfez em poucos meses. A trama mostra o lado das crianças que viam tudo que aconteceu com inocência e até se divertiam em alguns momentos por estarem em lugares diferentes e cheios de mistério. E também mostra o lado dos adultos, desolados, humilhados e ainda tentando mostrar que estão firmes para os filhos.

divulgação

O quadrinho ainda mostra a reconstrução das famílias depois da guerra. O único ponto negativo é arte que é muito genérica, mas não compromete a leitura, o roteiro é realmente o prato principal. É o tipo de leitura que agrega, acrescenta e faz a gente ver que tudo pode se repetir. Guerras são iniciadas por grandes autoridades, mas quem realmente sofre com isso?  Quem são as vítimas? Enfim, essa HQ mostra um pouco disso. Ótima leitura.
Eles nos chamavam de inimigos foi publicado no Brasil pela Editora Devir. E pode ser encontrado neste link:

https://amzn.to/2sU1qVq

Contexto Histórico

divulgação


A base americana de Pearl Harbor foi atacada pela Marinha Imperial Japonesa na manhã de 7 de Dezembro de 1941. Navios e aviões foram destruído e 2403 pessoas morreram e outras 1178 ficaram feridas. O ataque marcou a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Esse ataque foi uma tentativa - fracassada - de destruir a frota naval dos Estados Unidos que estava no Havaí.

divulgação

Depois disso, em 6 de agosto de 1945 à cidade de Hiroshima foi bombardeada pela primeira bomba atômica da história da humanidade. Esse episódio acontece enquanto os japoneses estão presos em campos de concentração americanos. A HQ mostra qual foi a reação das pessoas que tinham parentes na cidade.

O número de mortos não pode ser calculado. Por que 86% das pessoas que estavam a 1 km da explosão morreram instantaneamente. Tudo virou pó e os corpos foram desintegrados, de modo que não havia cadáveres para contar. Em Nagasaki, no dia 9 de agosto de 1945. O lançamento de uma segunda bomba tinha como objetivo forçar a rendição do Japão que se mantinha em guerra mesmo após o lançamento da 1.ª bomba nuclear.

divulgação

O aprisionamento de nipo-americanos em campos de concentração estendeu-se até o começo de 1946, quando o último campo foi oficialmente fechado.