Estante da Vivi BookToks: conheça as histórias de sete livros queridinhos dos jovens que bombam no TikTok

BookToks: conheça as histórias de sete livros queridinhos dos jovens que bombam no TikTok

Suspense, fantasia, biografia e música estão entre os temas que mais agradam aos seguidores da rede, em geral adolescentes

Encabeçada pelos autores nacionais Elayne Baeta e Raphael Montes, fenômenos em rankings de livros mais vendidos, a lista que o blog traz hoje mostra as obras que bombam também entre os principais perfis que dão dicas de leitura no TikTok.

A maior parte deles pertence ao público infantojuvenil, como é o caso de É Assim que Acaba, de Colleen Hoover; Corte de Espinhos e Rosas (vol. 1), de Sarah J. Maas; e do próprio O Amor Não É Óbvio, de Baeta, todos pertencentes ao selo Galera, da Record.

"A cada cinco ou sete anos, a literatura young adult precisa se reinventar para atender às demandas de uma nova geração. Há sete anos, o bookstagram ditava tendências para os millennials, com posts bonitos, produzidos e resenhas longas e elaboradas. O TikTok, ao contrário do YouTube e do Instagram, é uma plataforma que exige pouca produção", afirma Rafaella Machado, editora-executiva da Galera Record.

"Qualquer um, sem cenário, sem uma boa câmera e sem muita edição, consegue postar ali suas resenhas. Isso deu uma credibilidade enorme para uma nova geração que surgia cansada da artificialidade do Instagram e das gerações anteriores, que performavam grandes produções para as redes. Mais rápidos, objetivos e reais, os posts do BookTok refletem os ideais de uma geração que quer conteúdo sem firulas."

                                                                                 *

Suicidas (R$ 64,90; 342 págs.; Cia. das Letras), de Raphael Montes
Lançado em 2017

Primeiro romance do jovem autor, que é um dos maiores nomes da literatura policial brasileira. Raphael Montes é criador da série para o streaming Bom Dia, Verônica, baseada em outro livro seu. Em Suicidas, escrito quando Montes tinha 22 anos, Alê e seus amigos, todos adolescentes da elite carioca, são encontrados mortos no porão do sítio de um deles em condições misteriosas. Todos os indícios revelam que os nove jovens participaram de um jogo de roleta-russa.

O Amor Não É Óbvio (R$ 47,90; 392 págs.; Galera Record), de Elayne Baeta
Lançado em 2019

O divertido romance traz a história de Íris, uma garota de 17 anos que gosta de assistir a novelas na companhia de sua vizinha idosa, enquanto suas colegas de escola só pensam na festa de formatura e em perder a virgindade. As coisas mudam quando a garota descobre que o menino por quem é apaixonada está solteiro. Mas antes Íris resolve descobrir quem é a menina com a qual a ex-namorada de Cadu está ficando e acaba descobrindo sentimentos com os quais ela jamais sonhou.


Os Sete Maridos de Evelyn Hugo (R$ 46,66; 360 págs.; Paralela), de Taylor Jenkins Reid
Lançado no Brasil em 2019

Protagonista citada no título, Evelyn Hugo é uma lendária estrela de Hollywood que tem 80 anos e vive reclusa em seu apartamento em Upper East Side, badalado bairro da classe alta de Nova York. Ela decide então contar a sua história, incluindo, claro, todos os seus casamentos, à jornalista Monique Grant, uma jovem repórter desconhecida que assume a primeira pessoa do livro. As narrativas dela e de Evelyn se alternam ao longo da trama: o presente é na voz de Monique, e o passado, na da atriz.

É Assim que Acaba (R$ 54,90; 368 págs.; Galera Record), de Colleen Hoover
Lançado no Brasil em 2018

Considerado o romance mais pessoal da carreira de Colleen Hoover, fenômeno da literatura infantojuvenil, o livro discute de forma crua temas como violência doméstica e abuso psicológico: ambos vividos pela autora em sua adolescência. No enredo, Lily é uma jovem que se muda de uma cidadezinha no Maine para Boston, onde conhece Ryle, um neurocirurgião arrogante e confiante. É prudente colocar aqui um alerta de gatilho: há passagens bem fortes.

Daisy Jones & The Six: Uma História de Amor e Música (R$ 46,66; 360 págs.; Paralela), de Taylor Jenkins Reid
Lançado no Brasil em 2019

Livro que inspirou a série de sucesso no Prime Video, esta obra conta a história de uma banda fictícia de rock dos anos 1970. O grupo se separa de maneira abrupta em 1979, sem ninguém nunca entender bem o porquê. O enredo, cheio de sexo, drogas e conflitos, é construído por meio de entrevistas com membros antigos da banda e detalha desde o anonimato do grupo até a ascensão, que levou à fama global. Muito semelhante à história de bandas como Beatles e Fleetwood Mac, esta última a real inspiração da autora.


A Biblioteca da Meia-Noite (R$ 54,90; 308 págs.; Bertrand Brasil), de Matt Haig
Lançado no Brasil em 2021

Conta a história de Nora Seed, uma mulher de 35 anos, formada em filosofia, que questiona as escolhas de sua vida quando é demitida e seu gato, Voltaire, morre atropelado. O livro contém gatilhos e já começa com a decisão da protagonista de tirar a própria vida. Ela desmaia e, entre a vida e a morte, acha a Biblioteca da Meia-Noite, lugar onde encontra, por meio dos livros, todas as vidas que poderia ter experimentado se não tivesse tomado as mesmas decisões. O livro foi publicado originalmente em 2014, mas voltou à lista de best-sellers do jornal The New York Times depois de viralizar no TikTok durante a pandemia. O Sunday Times fez um bom resumo da obra: “Uma celebração entusiástica do poder que os livros têm de mudar vidas”.

Corte de Espinhos e Rosas (vol. 1) (R$ 59,90; 434 págs.; Galera Record), de Sarah J. Maas
Lançado no Brasil em 2015

Primeiro volume da saga best-seller, o livro se passa em um mundo dividido por uma muralha mágica: de um lado vivem os feéricos, e, do outro, os humanos. Nesse contexto, Feyre, filha de um casal de mercadores falidos, vira caçadora para ajudar a família. Ela lembra muito a Katniss de Jogos Vorazes. Quando mata um lobo, uma criatura mágica surge exigindo reparação, e a jovem acaba indo parar do outro lado do muro. Lá, apaixona-se por Tamlin.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas