Fabíola Reipert Alexandre Pires é investigado pela Polícia Federal; empresário do cantor é preso

Alexandre Pires é investigado pela Polícia Federal; empresário do cantor é preso

Casa do artista em condomínio de luxo em Uberlândia (MG) foi alvo de operação de busca e apreensão

A Polícia Federal investiga a quantia de R$ 1 milhão que o cantor Alexandre Pires teria recebido de uma mineradora, suspeita de financiar o garimpo ilegal em terras indígenas. A casa de Alexandre em um condomínio de luxo em Uberlândia (MG) foi alvo da Operação Disco de Ouro na última segunda (4), e o veículo do cantor foi apreendido.

O empresário de Alexandre, Matheus Possebon, foi preso em Santos (SP), assim que desembarcou de um cruzeiro onde Alexandre se apresentava. Segundo a PF, ele seria um dos principais envolvidos no esquema criminoso.

Em nota, a assessoria de Alexandre Pires esclareceu que o cantor e compositor não está envolvido com o garimpo e a extração de minérios ilegais. Ainda, a equipe de Alexandre garantiu que a inocência do artista "será devidamente demonstrada no decorrer das investigações".

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas