Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Adriano Garib celebra momento da carreira e quer evitar papéis violentos

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Adriano Garib, um ator de muitos trabalhos
Adriano Garib, um ator de muitos trabalhos Adriano Garib, um ator de muitos trabalhos

Adriano Garib, no ar na TV há quase 30 anos, reconhecido também por seus papéis no cinema — "Tropa de Elite 2" — e no streaming — "Bom Dia, Verônica" —, está em um grande momento profissional.

E no aguardo do lançamento de cinco trabalhos em várias plataformas de streaming. São elas: "Justiça 2" (Globoplay); "Estranho Amor" (Record e AXN); "Um Dia Qualquer" (HBO Max); "Bom Dia, Verônica 3" (Netflix); e "O Sequestro do Voo 375" — depois do cinema, vai para o Star+. O que para ele é uma celebração:

“Muito feliz com esse momento da minha vida”, declara à coluna.

Na série “Estranho Amor”, ainda sem data de estreia, Garib fará o personagem principal de um dos episódios:

Publicidade

“Aguardando ansioso essa estreia, uma série de luxo, um produto excelente, considero demais esse projeto”. E acrescenta: “O meu personagem é complexo, ele vai chamar muita atenção. Foi feito com base em muita pesquisa, relato de histórias reais, fatos reais. Me orgulho muito de abordar um tema com tanta urgência”.

Também reflete sobre a importância da temática de “Estranho Amor”.

Publicidade

“Hoje em dia, uma série tem que ir além de entreter, é uma questão pública”, pondera.

O ator, por outro lado, gravou uma participação para a série sobre a “Chacina da Candelária", na Netflix. Na trama, interpreta um padrasto com perfil de vilão, que possui uma relação conturbada com o filho.

Publicidade

Durante a conversa com a coluna, Adriano declarou que pretende seguir tentando papéis diferentes daqueles com os quais ficou conhecido:

“Quero evitar personagens relacionados a homens violentos, bandidos, vilões e, até mesmo, agressivos. Quero mostrar um outro lado. Quem sabe perfis mais cômicos”.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.