Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

André Azeredo volta à Ucrânia um ano após início da guerra

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

O jornalista André Azeredo durante reportagem especial sobre a guerra na Ucrânia
O jornalista André Azeredo durante reportagem especial sobre a guerra na Ucrânia O jornalista André Azeredo durante reportagem especial sobre a guerra na Ucrânia

O jornalista e apresentador André Azeredo, agora acompanhado pelo repórter investigativo Tony Chastinet e pelo repórter cinematográfico Lúcio Severino, volta à Ucrânia para mostrar como está o país, um ano após o início da guerra.

Em 24 de fevereiro de 2022, o presidente russo, Vladimir Putin, inicia a invasão da vizinha, Ucrânia, o que desencadeia o pior conflito no continente europeu desde a Segunda Guerra Mundial.

Nesta sexta-feira, Azeredo mostra os efeitos do conflito na região, tanto no “Fala Brasil” quanto no “Jornal da Record”.

O profissional prepara ainda uma reportagem especial para o “Domingo Espetacular” deste fim de semana, em que destaca a cidade que virou símbolo de resistência, Kiev, e como a guerra mudou a vida dos ucranianos.

Publicidade

Os primeiros momentos da guerra da Ucrânia foram acompanhados, no ano passado, por Roberto Cabrini.

No PlayPlus, serviço de streaming da Record, está disponível o documentário “Missão Ucrânia — Por Trás das Câmeras”, produzido pela equipe transmídia da Record TV, que relata a rotina e os bastidores de uma das coberturas jornalísticas mais marcantes da carreira de Cabrini.

Publicidade

“Guerra é sobre destruição, feridos e mortes. Nós passamos fome, cheguei a perder quase 10 kg, nós não dormimos como deveríamos ter dormido e passamos frio. Não existem guerras iguais. Guerra sempre expõe o profissional ao risco, porque você nunca sabe onde ou quando vai passar por uma situação de risco”, afirma Cabrini.

Outro documentário original disponível é “Dyakuyu — Fugitivos da Guerra”, que mostra a dura realidade dos ucranianos que deixaram o país em meio ao conflito e encontraram no Brasil uma nova realidade. A produção traz depoimentos dos refugiados que estão se adaptando às cidades brasileiras e contam com uma rede de apoio de voluntários para ajudá-los a superar as dificuldades no novo lar. 

E Roberto Cabrini, que acaba de retornar da cobertura do terremoto na Turquia, viajou para o litoral norte de São Paulo para mostrar os estragos causados pelas chuvas, o trabalho de resgate das vítimas e a situação dos desabrigados.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.