Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Cleo dividiu primeira protagonista na Globo com jatos de tinta  

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Cleo foi uma das protagonistas de Araguaia, de Walther Negrão
Cleo foi uma das protagonistas de Araguaia, de Walther Negrão Cleo foi uma das protagonistas de Araguaia, de Walther Negrão

O Globoplay disponibilizou ontem “Araguaia”, novela do craque Walther Negrão, obra lançada na Globo em 2010. No texto enviado à imprensa, a Comunicação da casa destacou que “é uma das mais pedidas pelo público” da plataforma.

Entre outros pontos altos, como elenco e direção, também chamou atenção neste trabalho o seu timaço de colaboradores: Jackie Vellego, Renato Modesto, Júlio Fischer, Alessandro Marson e Fausto Galvão.

Já nos bastidores de “Araguaia”, que teve um total de 166 capítulos, um outro detalhe também foi muito comentado, à época: a maratona da equipe para esconder as tatuagens de Cleo Pires, que fazia a protagonista Estela.

Em dias de gravação, a atriz tinha que acordar bem mais cedo e encarar esse ritual, antes de passar pelo cabelo e maquiagem.

Publicidade

Os maquiadores utilizavam um equipamento chamado airbrush, uma espécie de pistola que soltava jatos de tinta cor da pele que escondiam os desenhos e era indolor. Era um trabalho a mais, mas necessário.

“Foi minha primeira protagonista na teledramaturgia, então o trabalho em si foi muito marcante. Acredito que essa personalidade mais misteriosa e ambígua da Estela foi o que mais me chamou atenção e imagino que do público também. Em uma época na qual mocinhas e vilões eram muito bem definidos nos projetos, Estela vem nessa linha mais nebulosa que você não sabe se concorda ou não com o que ela faz. E isso ganhou muito o público na época”, recorda a atriz.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.