Felipe Bronze considera “vitória da humanidade” gravação do “Top Chef”

Felipe Bronze deestaca superação nas gravações do "Top Chef"

Felipe Bronze deestaca superação nas gravações do "Top Chef"

Antonio Chahestian/Record TV

Record e produtora Floresta encerraram há poucos dias as gravações da segunda temporada do reality show gastronômico “Top Chef”.

Como destacado neste espaço, a retomada dos trabalhos em estúdio, no dia 25 de julho, após a paralisação, seguiu rígidos protocolos de segurança por conta da pandemia, incluindo um isolamento antecipado dos participantes. A produção retomou as gravações desde o final do quinto episódio até o 12º.

Felipe Bronze, apresentador do programa, em contato com a coluna, declarou que gravar um reality show em meio à pandemia “foi uma vitória da humanidade”.

“Todos [ficaram] felizes de voltar a trabalhar, tomando todos os cuidados imagináveis, foi realmente emocionante e com uma sensação incrível de superação.

Sobre o processo de gravações, “ajustamos bastante o programa, a quantidade de pessoas envolvidas e etapas, de forma a tornar o tempo de gravação mais curto. E descobrimos que isso trouxe ainda mais agilidade”, destaca o chef.

A experiência de comandar uma atração em um momento tão difícil para todos, segundo Bronze, deixa marcas positivas. “A principal lição é que juntos conseguimos fazer qualquer coisa. Emissora, produtora, elenco e participantes, todos os envolvidos trabalhando juntos e com um mesmo propósito, de forma harmoniosa e segura. Baita lição!”.

Quanto ao futuro, enquanto ainda vão ao ar episódios inéditos às quartas-feiras na Record, o fogão já voltou a esquentar para Felipe Bronze. “Já estou gravando a nova temporada de “Perto Do Fogo”(GNT), comecei dois dias após o final de “Top Chef”. No mesmo espírito de solidariedade, segurança e vontade de fazer um programa lindo. A vida vai se ajustando. São mais normas de segurança, mas com todos remando na mesma direção, tudo funciona”.