Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Fim dos bancos de elenco fez ampliar horizontes nas escalações de novelas e séries

A extinção dos contratos de longa duração permite um melhor aproveitamento dos atores em diferentes trabalhos

Flavio Ricco|Flavio RiccoOpens in new window

Camila Pitanga Camila Pitanga, depois de tantos anos de Globo, integra o time de protagonistas da novela “Beleza Fatal” na Max (Divulgação)

Entre produção de novelas e séries, algo que SBT, Globo e Record passaram a fazer muito bem e com absoluta precisão até, é a escalação de seus elencos. Uma tarefa das mais complicadas, porque entre outros tantos fatores, como principal princípio existe a necessidade de levar o público a enxergar antes o personagem e só depois ver o ator atrás dele.

Algo a ser destacado, porque nem sempre foi assim.

Existiram tempos em que as amizades, as tchurmas formadas, o braço curto ou outras ligações de natureza as mais diversas, sempre acabavam prevalecendo na hora do crivo final. Felizmente isso, parece, acabou se perdendo no tempo.

O amadurecimento veio com o profissionalismo imposto, o que não impede tropeços, até naturais, frente ao volume e as modificações que passaram a existir. Por exemplo, a quase completa extinção dos contratos de longo prazo.

Publicidade

A adaptação a isso é que ainda leva a algumas complicações, como o fato da Globo variar quase nada nas suas escolhas. Ou transitar em espaços tão reduzidos, insistindo em nos fazer imaginar que, para determinados papéis, só Marcos Palmeira e José Loreto, por exemplo, podem fazer bem e ninguém mais.

Ampliar o raio de ação tem que ser a regra número um.

Publicidade

Em cima disso

Hoje, com a maioria contratada por obra certa, deixou de existir a obrigação de convocar só quem é da casa, ampliando de maneira bem positiva as possibilidades de se encontrar no mercado alternativas as mais diversas.

Publicidade

E que podem ser tão boas quanto, sem chamar os mesmos, para tipos os mais diferentes.

Série B

Sobre a entrada ou não da Band nas transmissões da Série B, não houve nenhuma evolução no caso durante toda esta última sexta-feira. Portanto, nada se alterou em relação ao que a sua direção já tem definido.

Se não existir um melhor entendimento sobre horários e escolha dos jogos, a ordem é continuar de fora.

Lado do SBT

O SBT, diferentemente do que foi publicado, esclarece que não existiram demissões no “É Tudo Nosso”, do Benjamin Back, mas duas trocas na sua produção. E que não houve extinção das vagas, mas substituições.

Quanto ao “Fofocalizando”, informa que houve um pequeno enxugamento na equipe, até porque o programa teve seu tempo de arte diminuído.

Assunto de família

Na direção do SBT, sobre o afastamento de Christina Rocha, a palavra é cautela.

O falecimento de um parente muito próximo fez com que ela se deixasse o “Tá na Hora”. Márcia Dantas foi colocada no seu lugar, para todos os oficiais efeitos, “interinamente”.

Márcia Dantas Márcia Dantas ocupa o lugar de Christina Rocha no "Tá na Hora" (Divulgação)

Por outro lado

Há quem, no próprio SBT, fale de um novo projeto para Christina Rocha, talvez semanal, no momento em que ela estiver à vontade para voltar.

Como medida concreta, testes já estão acontecendo no jornalismo, entre o pessoal da própria redação, para escolher a substituta de Márcia Dantas na meteorologia e nas edições de sábado do “SBT Brasil”.

Estratégia nova

Ontem, aqui se falou que a Band vai devolver o Teatro Itália para o Circolo Italiano.

Quanto ao “Programa do João”, do João Silva, que desde o início foi gravado lá, a partir de agora, em vez de seguir no palco, investirá ainda mais nas matérias em externa, aliás, com resultados muito melhores. Em todos os sentidos.

Expectativa

Andrea Dallevo, número um da Rede TV!, que está voltando da NAB, de Las Vegas, deverá se reunir com Ronnie Von já na próxima semana, para começar a traçar os planos do novo programa dele.

Que será na faixa nobre, tudo certo. Mas falta ainda definir o dia.

Giovanna Ewbank Giovanna Ewbank, com Fernanda Paes Leme, vai estrear o “Quem Não Pode Se Sacode” no GNT (Divulgação)

Quantidade

Produzido pela Formata, “Quem Não Pode Se Sacode”, com Fernanda Paes Leme e Giovanna Ewbank, terá 20 episódios na primeira temporada e estreia dia 23, às 22h45.

Exibição às terças e quintas, no GNT. Juliette será uma das atrações.

Dia zero

“A Grande Conquista”, na Record, em sua segunda temporada, só estreia segunda-feira, mas amanhã, domingo, todos os cem participantes já estarão confinados em Itapecerica da Serra.

Também sabendo que a primeira prova será realizada imediatamente. E não é que a Dani Bavoso, parceira no “Programa de Todos os Programas” por tanto tempo, também está lá.

Missão cumprida

Roberto Cabrini voltou ao Brasil, após quase duas semanas na Europa, produzindo o documentário dos 30 anos da morte de Ayrton Senna.

Itália e Inglaterra foram alguns dos países visitados. Na TV, estreia no dia 28. No PlayPlus, um pouco antes. Trabalho já em finalização.

Especiais

Tande, do vôlei, falando do seu problema no coração e o cantor Beto Barbosa serão algumas atrações do “Domingo Espetacular”, amanhã, na Record.

Pela ordem, reportagens do Pedro Paulo e Fabiana Oliveira. Vale destacar que o “DE” comemora 20 anos de exibição, completados na última quinta-feira.

Série B

Anderson Cheni, jornalista esportivo dos mais conhecidos, também integra a equipe de esportes da Goat, nas suas transmissões da Série B.

Aliás, a propósito da Goat, segundo os critérios estabelecidos, serão sempre cinco jogos por rodada.

E outra

A Zapping, liderada pelo Chico Vargas, fez contratações importantes para transmitir os jogos da Série C do campeonato brasileiro.

Entre os principais nomes, Téo José, Luiz Ademar, Bruno Camarão, Marcelo do Ó e Fabiano Linhares. A estreia é hoje com Remo e Volta Redonda.

Bate – Rebate

· A segunda temporada de “Encantado’s” estreia na TV Globo, terça-feira.

· Ana Beatriz Nogueira e Fernanda Vasconcellos começam uma nova temporada da peça “Sra. Klein” em maio, no Teatro Bravos.

· Lea Penteado, jornalista, lança em maio seu novo livro, “Dody Sirena – Os bastidores do show business”, pela Matrix Editora...

· ... Dody que, por muitos anos, foi empresário de Roberto Carlos.

· Belo, tão no noticiário nesses últimos dias, é uma das atrações do “Altas Horas”, do Serginho Groisman, neste sábado, na noite do Pagode Anos 90.

· O rapper Rashid e a escritora Esmeralda Ortiz irão abrir, segunda-feira, a 9ª semana SENAC de literatura

· O documentário “Salomão, do auge à queda”, desde esta última sexta-feira, foi disponibilizado no Play Plus...

· ... E amanhã será exibido na Record, a partir das 23h, após o “Domingo Espetacular”.

· “Foram os Sussurros que Me Mataram”, novo filme de Mel Lisboa, após a Mostra de Tiradentes, vai estrear nos cinemas, dia 9 de maio...

· ... É o primeiro longa-metragem de ficção do diretor Arthur Tuoto.

· Em entrevista a Daniel Castro no “Notícias da TV”, Chris Flores anunciou ontem sua saída do SBT.

· “Mentiras de Família”, com a história de um casal que vive numa pequena cidade e que têm suas vidas transformadas por informações ocultas, acaba de ser premiado na Índia...

· ... Foi escolhido como Melhor Curta da América do Sul no Cinema Father Internacional Film Festival. Evento que recebe trabalhos do mundo inteiro.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.