Flavio Ricco Globo coloca Malhação no fim da fila para retorno inédito

Globo coloca Malhação no fim da fila para retorno inédito

Isabella Santoni e Rafael Vitti em cena de "Malhação: Sonhos", em reprise na Globo

Isabella Santoni e Rafael Vitti em cena de "Malhação: Sonhos", em reprise na Globo

divulgação

Pela ordem de prioridades na dramaturgia da Globo, “Malhação” sempre ficou no fim da fila, apesar da importante missão de colocar novos talentos no mercado.

Com a pandemia, então, a retomada do programa ficou ainda mais complicada, principalmente por causa dos custos com protocolos de saúde e a necessidade de movimentar um elenco muito jovem – alegações da casa.

Desde o primeiro semestre do ano passado o horário é ocupado por reprises (“Viva a Diferença” e “Malhação: Sonhos”) e não há qualquer previsão sobre um trabalho inédito. Oficialmente, a Globo diz que “o calendário das gravações está sendo avaliado constantemente por causa dos acontecimentos relacionados à pandemia”.

Porém, enquanto “Malhação” continua parada, a emissora conseguiu concluir “Amor de Mãe”, produção das nove, e também “Salve-se Quem Puder”, já nas últimas semanas de apresentação.

E mais: grava atualmente “Nos Tempos do Imperador”, 18h; “Quanto Mais Vida, Melhor”, 19h; “Um Lugar ao Sol”, 21h, e aquece os motores para produzir o remake de “Pantanal”.

Também nos Estúdios Globo, foi finalizada a minissérie “O Anjo de Hamburgo”.

Quanto a “Malhação”? percebe-se que não existe, pelo menos por enquanto, qualquer pressa em colocar histórias inéditas no ar.

Últimas