Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Mharessa superou centenas de candidatas para viver Mirela em TAGEM

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Mharessa Fernanda durante coletiva de "Todas as Garotas em Mim", em São Paulo
Mharessa Fernanda durante coletiva de "Todas as Garotas em Mim", em São Paulo Mharessa Fernanda durante coletiva de "Todas as Garotas em Mim", em São Paulo

A Record promove na próxima terça-feira (7), a partir das 21h, a estreia da série “Todas as Garotas em Mim”, estrelada por Mharessa Fernanda. Ela vive uma digital influencer, Mirela, e, por meio das histórias que ouve da avó, Isis (Adriana Garambone), se imagina no lugar das garotas da Bíblia, vivendo várias personagens. E as pessoas do seu dia a dia também embarcam nessa viagem.

A coletiva de imprensa de “Todas as Garotas em Mim” aconteceu na tarde de ontem, terça-feira, em um espaço de eventos na capital paulista com a presença do elenco, diretores da produção e executivos da emissora. Daniela Busoli, CEO e fundadora da Formata Produções, parceira da Record neste projeto, também marcou presença no evento.

Já o diretor Rudi Lagemann, o Foguinho, em conversa com a coluna, revelou que centenas de meninas concorreram ao papel de Mirela.

Durante a pré-seleção, ele avaliou vídeos de todo o Brasil, cerca de 300.

Publicidade

Já na fase presencial, foram 80 testes, em São Paulo e no Rio de Janeiro, com candidatas de várias partes do país.

“O mais curioso foi o seguinte: encontrei ela no terceiro dia de testes em São Paulo. O dia em que eu vi a Mharessa, ela disse duas frases e eu sabia que seria ela [a protagonista]", revela Lagemann.

Publicidade

“Eu sempre apresento três candidatos para cada vaga. Para a personagem Mirela, só apresentei a Mharessa. Ela também é uma aposta da emissora. Viram que ela era genial para o papel”, conclui o diretor.

Estreando como protagonista, Mharessa comentou a responsabilidade de encarar esse desafio:

Publicidade

"Foi uma maratona intensa, mas também uma das experiências mais incríveis que já vivi. Confesso que nas primeiras semanas de gravações eu falei ‘Eu acho que não vou conseguir fazer isso’. Eu gravava 20 cenas por dia”.

“Mas poder saber que em dez anos de carreira eu consegui a oportunidade com que eu sempre sonhei é muito gratificante”, comemora a atriz.

Mharessa, vale lembrar, além de ter feito um papel em “Cúmplices de um Resgate”, no SBT, foi dublê de Larissa Manoela na mesma novela.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.