Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Na classificação das TVs, Band e Rede TV! ainda não saem na foto

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Sonia Abrão apresenta o 'A Tarde É Sua', na Rede TV!, um dos poucos programas com regularidade na audiência
Sonia Abrão apresenta o 'A Tarde É Sua', na Rede TV!, um dos poucos programas com regularidade na audiência Sonia Abrão apresenta o 'A Tarde É Sua', na Rede TV!, um dos poucos programas com regularidade na audiência

Aqui no Brasil, sobre canais na TV aberta, até como princípio estabelecido, se diz que “quem tem não dá nem vende”.

De fato, já tivemos fechamento de Tupi, Excelsior e Manchete. Todas por má administração. No mais, a Paulista, que virou Globo, e a Record — da família Machado de Carvalho em sociedade com Silvio Santos, vendida, porque estava numa situação muito difícil e nem tinha como se sustentar. Foi a sua salvação e de todo um mercado de trabalho. Isso há quase 32 anos.

No mais, não há registro de nenhuma outra grande transação, o que nos leva a entender como verdade absoluta o princípio de que, para aquele que tem, nunca há mesmo nenhum interesse em se desfazer de nada. E o entendimento, claro, de ser um bom negócio.

No panorama de hoje, que já é o de muito tempo, Globo, Record e SBT têm suas posições estabelecidas no pódio, assim como Band e Rede TV! na mesma ordem, mas sempre acuadas no canto do corner.

Publicidade

Band, com os problemas dela, que parecem intermináveis, insiste em acumular mais erros que acertos, enquanto a Rede TV! dá, e não é de agora, perigosos sinais de acomodação, que do jeito que está está bom e que nada será alterado nesses próximos tempos. Isso é péssimo. Responsabilizar vizinhos ou fatores externos por isso será, como sempre foi, um atraso de vida.

O fortalecimento da TV em geral passa por Band e Rede TV! mais atuantes e em busca de objetivos maiores. Mas, por razões que são bem diferentes, uma porque insiste em bater cabeça e outra sem querer nada com nada, a perspectiva de mudança é nenhuma, pelo menos em curto ou médio prazo. O que é desanimador.

Publicidade
Esporte do SBT também não tem mais os trabalhos de Fernanda Arantes
Esporte do SBT também não tem mais os trabalhos de Fernanda Arantes Esporte do SBT também não tem mais os trabalhos de Fernanda Arantes

Readequação

A direção do SBT justifica os cortes realizados no seu esporte como uma necessidade de racionalizar os trabalhos e, forma geral, colocá-los em bases reais de funcionamento.

Publicidade

Mas falar que a perda da Libertadores foi fundamental é forçar um pouco demais. No lugar dela entrou a Sul-Americana. Pois então.

É por aí

O pensamento de agora no SBT, nas atitudes tomadas no esporte, como será em outras diversas áreas, é o de fundamentar o funcionamento no essencialmente necessário.

Se apenas dois podem fazer o trabalho de quatro, assim será.

Mas é essa?

Como explicar a saída de Marcos Kotait, outro grande valor da área comercial do SBT? Alguém do mercado, atuante, respeitado e que sempre prestou o melhor dos serviços?

É por aí que fica impossível entender certas coisas.

Caso delicado

Pessoal do esporte, especialmente da Band e da ESPN, com certeza tem boas lembranças e amizade mesmo, parceria, com Ivan Zimmermann. Saudades do seu inconfundível “hasta la vista” no fim de todas as transmissões.

Pois é, morando nos Estados Unidos, Ivan está hospitalizado. Teve um mal súbito numa farmácia, foi conduzido a um hospital e internado em situação muito difícil. Quem puder, por favor, tente saber mais detalhes.

Outra situação...

É de Flávio Saretta, ex-tenista, comentarista e atleta sempre. Aos fazer exercícios habituais numa academia, sentiu-se mal na esteira.

Foi a sua salvação. Graças a isso, aos exames e ao tratamento a que foi submetido, os médicos puderam evitar algo possívelmente pior. Vai sair zerado dessa, felizmente.

Giovanna Antonelli e Humberto Martins em 'Travessia'
Giovanna Antonelli e Humberto Martins em 'Travessia' Giovanna Antonelli e Humberto Martins em 'Travessia'

Depoimento

Em “Travessia”, cena deste sábado, a delegada Helô (Giovanna Antonelli) vai ao hospital para tomar o depoimento de Guerra (Humberto Martins) e saber mais da sua ligação com Moretti (Rodrigo Lombardi).

Ela suspeita que, por alguma razão, ambos estejam encobrindo a traição que envolve Débora (Grazi Massafera).

Precisa reconhecer

“Travessia”, em seus últimos capítulos e a partir dos acidentes sofridos pelos personagens de Cássia Kis e Humberto Martins, ganhou um embalo diferente. Parou aquela situação de ficar jogando bolinha de lado. A história andou, inclusive com uma maior participação de Chay Suede.

Não por acaso alguma reação já se observa em sua audiência.

Canta Comigo

Record e a Endemol Shine, sobre o cronograma de gravações, já têm tudo organizado para disparar os trabalhos das próximas temporadas do “Canta Comigo”. Haverá pilotos, claro, para os devidos ajustes de estúdio.

As gravações da versão adulta estão previstas para o período de 20 de março a 14 de abril. Já a edição “Teen”, entre 20 de abril e 15 de maio.

O que é a vida

A TV Cultura tem no seu comando José Roberto Maluf e Paula Cavalcanti em um dos cargos da direção; ele, que foi o melhor vice-presidente que o SBT teve até hoje, e ela, também competente em assuntos da produção.

A eles juntou-se agora Antonio Zimmerle, um dos poucos craques em se tratando de programação. Tem tudo para funcionar muito bem. Basta se entenderem direitinho.

Parar por aí

A Band ainda tem feito, como nos últimos anos, transmissões de algumas partidas do campeonato alemão, a Bundesliga.

Mas, tudo indica, a atualmente em cartaz será a última. Primeiro que a audiência deixa muito a desejar e, por outro, os esportes a motor terão sempre preferência.

Sem surpresa

Bola cantada, a Rede TV! oficializou ontem Amanda Klein como nova âncora do “Rede TV! News”, seu principal telejornal.

Agora em definitivo, ou enquanto durar, ela vai formar a dupla titular da bancada com Augusto Xavier.

Mari Moon no Super Bowl
Mari Moon no Super Bowl Mari Moon no Super Bowl

Super Bowl

No domingo, o apresentador Ari Aguiar vai para sua décima cobertura de Super Bowl pela ESPN.

E detalhe: pela primeira vez recebendo alguém para comentar o show do intervalo. A escolhida é Mari Moon, ex-MTV.

Bate – Rebate

• Em março, o canal Empreender vai estrear a segunda temporada de “O que É Ser Brasileiro”, com Juliana Rosa e Fernando Monteiro.

• Depois de “Nasci para Ser Dercy”, Grace Gianoukas já tem em “O que Faremos com Walter?” o seu próximo compromisso teatral...

• ... Os atores Flávio Galvão, Mariana Armelini, Norma Blum e Elias Andreatto também estarão nesse elenco.

• Em toda a reformulação que a TV Gazeta vem fazendo no “Mulheres”, a participação de Regina Volpato é e sempre foi considerada essencial.

• O “Central GloboNews”, da Natuza Nery, que estreou ontem, 11h da noite, agora é um produto fixo de grade, com exibição às quintas-feiras.

• SBT, em outro estúdio, vai usar um novo cenário visual para as transmissões da Champions League.

• Band ainda não tem o dia exato das mudanças no seu principal telejornal. Só que será em março...

• ... Além da dança de cadeiras anunciada, Adriana Araújo no lugar de Lana Canepa, fala-se em novidades editoriais e na parte visual.

• De novo!!! Tem outra encrenca de Luana Piovani com Scooby? Ou de Scooby com Luana? Não sei qual é a ordem da vez...

• ... Mas será que esses dois, antes deles, já pensaram nos próprios filhos?

• Os irmãos e surfistas Miguel e Samuel Pupo protagonizam uma série do canal OFF, “Olhana Pupo”, que estreia nesta sexta-feira, a partir da meia-noite...

• ... Wagner, pai deles, ficou por 16 anos na primeira divisão do campeonato brasileiro e sempre incentivou os filhos no esporte.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.