Flavio Ricco Para Renascer embalar será necessário soltar as suas amarras  

Para Renascer embalar será necessário soltar as suas amarras  

Bruno Luperi, em seu trabalho na adaptação, terá que superar algumas questões

Marcos Palmeira e Humberto Carrão, em diferentes momentos, vivem o protagonista 
José Inocêncio em “Renascer”

Marcos Palmeira e Humberto Carrão, em diferentes momentos, vivem o protagonista José Inocêncio em “Renascer”

Fábio Rocha

O original de “Renascer”, levado ao ar de 8 de março a 13 de novembro de 1993, continua vivo na lembrança de muitas pessoas. Parece que foi ontem.... Aliás, não bastasse isso, teve seu conteúdo, já há tempos, disponibilizado no Globoplay.

A estreia da Globo, segunda-feira, tem tudo para ser outro grande sucesso, porém algumas questões terão que ser enfrentadas e, convenientemente, superadas.

Além de temas parecidos em exibição na sequência, a escolha de Marcos Palmeira para protagonista do remake nos pareceu precipitada. Ele participou da primeira versão e também desempenhou um papel, com as mesmas características, na recente “Pantanal”. Por favor, nenhuma crítica ao excelente ator, mas por que não outra escolha? 

Portanto, são fatores que já se apresentam como possíveis complicadores para Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa, responsável pela adaptação. É grande a sua responsabilidade. Terá meio que reinventar a roda.

Um caminho, que poderá ser interessante, é fazer crescer a importância e a história de outros núcleos e personagens. Juliana Paes, por exemplo, a Jacutinga atual, já deu a entender que esta será uma das propostas. Mesma personagem, só que com composições mais valorizadas. Aí pode funcionar.

A novela acompanha a saga de José Inocêncio, fazendeiro da zona cacaueira da Bahia, que rejeita o filho caçula, porque a esposa faleceu no nascimento dele. Um clássico do Benedito!

Tendências de conteúdo

Adriana Silva, a Dida, vice-presidente e diretora-geral da Floresta, vai marcar presença no Content Americas 2024, evento anual que conecta os mercados audiovisuais da América Latina e dos Estados Unidos, entre os dias
23 e 25, em Miami. 

No painel "Tendências de conteúdo", ela estará acompanhada de Rosangela Wicher, diretora-executiva de Operações da produtora.

Casagrande vai comentar o Paulistão na Record

Casagrande vai comentar o Paulistão na Record

Reprodução/Instagram

Último apronto

No futebol, o treino que antecede a qualquer jogo, é chamado de último apronto.

Na TV, nesta sexta-feira, a equipe de esportes da Record irá se reunir para afinar detalhes finais da transmissão do campeonato paulista, a partir deste domingo, 18h.

Ajustes de grade

Agora, com o começo do Paulistão, a programação dominical da Record ficará um pouco diferente.

“Hora do Faro” será exibido das 15h30 às 17h45 e o “Domingo Espetacular”, quinze minutos mais tarde, das 20h às 23h.

Tabela

A Paramount+, agora em tabela com a Casablanca, vai iniciar as suas transmissões da Libertadores 2024, com Audax, do Equador, e Nacional, do Paraguai, dia 8, 21h30.

Na Sul-Americana, em 5 de março, 19h, Universidad Católica e Coquimbo.

Rafa Sieg entre Alice Carvalho e Isadora Cruz nos bastidores de “Guerreiros do Sol”

Rafa Sieg entre Alice Carvalho e Isadora Cruz nos bastidores de “Guerreiros do Sol”

divulgação

Escala

Rafa Sieg, que fez o capataz Solano em “Pantanal”, chegou a um novo acerto com a Globo, agora para “Guerreiros do Sol”, do Globoplay, como um jagunço do coronel Elói, vivido por José de Abreu.

Exibição só no próximo ano.

Em compensação

Há uma grande preocupação, principalmente interna, diante do atual estado da rádio Bandeirantes, com uma programação caída e que hoje não briga mais por melhores resultados. Perdeu totalmente a sua importância,

Ao contrário da BandNews FM, sempre em crescimento e em uma posição totalmente oposta.

Todos os tempos

Quando se fala em rádio Bandeirantes, impossível não reconhecer a sua relevância histórica, ao ser por tanto tempo a casa de grandes comunicadores, entre jornalistas e apresentadores de programas. Foi sempre uma honra trabalhar lá.

Tudo muito diferente de agora. De fato, é muito triste.

A ponte

Apresentado por Murilo Rosa, o reality show “A Ponte: The Bridge Brasil” em sua estreia no Discovery, terça-feira, conseguiu o segundo lugar de audiência da TV Paga. 

Provocou, ainda, aumento de 18% de audiência entre o público de pessoas 25-54 anos. São oito episódios.

Jair

Desde esta última quarta-feira, o documentário “Jair” foi disponibilizado no PlayPlus. Trata-se da história de um dos maiores nomes da MPB, com depoimentos de Rappin Hood, Roberta Miranda, Raul Gil, Zuza Homem de Mello (já falecido) e familiares. Inclusive, Jairzinho, filho, vive o pai em algumas cenas que exigem dramaticidade.

A direção é de Rubens Rewald.

Grazi Massafera com o novo figurino da Beja

Grazi Massafera com o novo figurino da Beja

Paguh Santana

Beja

Grazi Massafera retomou gravações da novela “Dona Beja”, já vestindo os novos figurinos da personagem. Os trabalhos acontecem em estúdio e na cidade cenográfica, construída exclusivamente para produção no Rio de Janeiro.

Serão 40 capítulos, mas ainda não tem data de lançamento.

Tênis

Parte do pessoal da ESPN está sendo obrigado a trocar o dia pela noite, com a transmissão do Australian Open, em Melbourne, que reúne os maiores tenistas do mundo, entre homens e mulheres. Só jogão.

Sempre ótimos os trabalhos dos xarás, Fernando Nardini e Fernando Meligeni

Bate – Rebate

•     O diretor Eduardo Nunes convidou Zé Carlos Machado para o longa “No Paraná”, que será rodado na cidade de Morretes.

•     Na segunda-feira, Claudete Troiano vai voltar, ao vivo, com o seu “Vou te Contar”, na Rede TV!.

•     A Globo deu o start na sua cobertura do Carnaval, com participação de convidados e matérias especiais nos telejornais das praças...

•     ... O destaque maior, evidentemente, fica por conta dos preparativos das escolas de samba.

•     A propósito, o programa “Carnaval da Sabrina”, que estreou no GNT, tem um total de seis episódios.

•     No SBT existem rumores de uma volta do “SBT Repórter”...

•     ... Mas como foi no passado, um programa sob os cuidados do Artístico e não do Jornalismo.

•     Parceria com Walcyr Carrasco em “Terra e Paixão” foi das mais positivas para Thelma Guedes dentro da Globo...

•     ... Cresceram, de maneira bem importante, as possibilidades dela realizar “voos solos” daqui em diante...

•     ... E sem que uma coisa nada tenha a ver com a outra, há uma queixa entre autores que entregam sinopses na Globo, sobre a demora nas respostas. Muito tempo.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas