Flavio Ricco Recém-saída da CNN, Carla Vilhena assina com o SBT

Recém-saída da CNN, Carla Vilhena assina com o SBT

Carla Vilhena é a nova contratada do SBT

Carla Vilhena é a nova contratada do SBT

Gabriel Cardoso

A jornalista Carla Vilhena, que se demitiu da CNN Brasil há poucos dias, foi anunciada na tarde desta quarta-feira como nova contratada do SBT. Ela chegou ao canal de notícias em outubro de 2020 e se desligou no último dia 15 de março. Antes disso, ficou fora da televisão desde 2018, quando saiu da TV Globo, onde trabalhou por 24 anos.

De acordo com a emissora de Silvio Santos, a jornalista e apresentadora ficará no comando do Especial de Dia Das Mães da emissora, "Nossas Mães", que irá ao ar no dia 6 de maio, em horário nobre.
Ao ser questionada sobre o novo desafio, Carla declarou que, “quando o SBT me procurou, achei até que era uma brincadeira. Que coisa bonita, fazer um especial de mães. Eu não esperava, realmente. Fiquei superanimada, porque é um tema que eu falo muito, que eu gosto muito de abordar”.

Segundo Carla, as amigas sempre a procuram quando ficam grávidas, pois sua experiência com três filhos, sendo dois deles gêmeos, a tornou uma referência no assunto. 
“Já atendi colegas que estavam com problemas de noite, de madrugada, para dizer o que precisavam fazer. É um tema que, para mim, é muito familiar. Os meus filhos já estão grandes, então posso falar até de adolescentes e praticamente adultos, pois minha filha já mora sozinha. Meu filho ainda mora comigo, mas está quase se formando. Acho que vivi todas as fases”, contou.

Sobre a possibilidade do projeto ser um ‘pontapé’ para sua vinda definitiva ao SBT, Carla afirmou: “já ficamos muito felizes com o projeto, que dirá se houver essa oportunidade. Vai ser a realização de um sonho, realmente. Uma TV grande, de sucesso, histórica e que faz parte da história de todos os brasileiros. Silvio Santos é total lenda da televisão então, para nós, é um prazer enorme e uma alegria muito grande”.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas