Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Flavio Ricco
Publicidade

Record acompanha resgate de refugiados com navio do Médicos Sem Fronteiras

Série especial estreia na próxima segunda-feira no 'Jornal da Record' 

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Ari Peixoto durante gravação de série especial para o 'Jornal da Record'
Ari Peixoto durante gravação de série especial para o 'Jornal da Record' Ari Peixoto durante gravação de série especial para o 'Jornal da Record'

O Jornal da Record estreia na segunda-feira, dia 24, a partir das 19h55, a série especial em cinco episódios “O Resgate”, em um trabalho do repórter Ari Peixoto e do repórter cinematográfico Leopoldo de Moraes sobre as ações de salvamento dos Médicos Sem Fronteiras no Mediterrâneo.

Pela primeira vez uma emissora brasileira participa do resgate de refugiados com um navio dessa organização internacional, não governamental e sem fins lucrativos, que oferece ajuda médica e humanitária a populações em situações de emergência.

“O trabalho do MSF para salvar vidas no Mediterrâneo é inspirador. Eles fazem o tipo de ação que ajuda a gente a perceber que qualquer vida vale o sacrifício de deixar parentes e amigos por longos períodos. E eles vão continuar a fazer isso até que o Mediterrâneo deixe de ser o que tem sido para muitos que tentam uma vida melhor: um cemitério sem lápides”, declara Ari.

A Record é a primeira emissora brasileira a acompanhar o trabalho de salvamento de imigrantes no mar Mediterrâneo e participar dele. Ari e Moraes embarcaram em um navio dos Médicos Sem Fronteiras e participaram do resgate frenético e emocionante de 13 refugiados.

Publicidade
Equipe do MSF em ação no Mediterrâneo
Equipe do MSF em ação no Mediterrâneo Equipe do MSF em ação no Mediterrâneo

O Jornal da Record apresenta o resultado dessa viagem na nova série de reportagens especiais do programa, “O Resgate”. 

De acordo com a Agência da ONU para Refugiados, atualmente 110 milhões de pessoas estão nessa condição. Muitas delas se lançaram em fugas que envolvem enormes riscos.

Publicidade

No vácuo criado por autoridades que ignoram o problema, organizações humanitárias realizam um trabalho heroico de salvar vidas. No mar Mediterrâneo, equipes de resgate procuram incansavelmente homens, mulheres, idosos e crianças que se arriscam tentando chegar à Europa.

Os jornalistas da Record vivenciam de perto o drama de quem não vê alternativa a não ser deixar sua pátria para fugir de guerras, perseguições e violações de direitos humanos.

Em botes salva-vidas e no navio dos Médicos Sem Fronteiras, a reportagem acompanha a entrega de roupa e comida, além de conferir como é realizado o atendimento médico e psicológico aos refugiados.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.