Flavio Ricco Reis consolida segundo lugar no confronto com outras TVs abertas

Reis consolida segundo lugar no confronto com outras TVs abertas

  • Flavio Ricco | Do R7

Francisca Queiroz e Carlo Porto integram o elenco da segunda temporada de 'Reis' na Record

Francisca Queiroz e Carlo Porto integram o elenco da segunda temporada de 'Reis' na Record

Lally Zwetzch/Record TV

Com dois meses no ar (a estreia aconteceu em 22 de março), a série “Reis”, atualmente com a segunda temporada no ar — A Ingratidão —, tem apresentado bons resultados nas regiões metropolitanas aferidas pelo Kantar Ibope Media, além da média nacional, garantindo assim na faixa de exibição a segunda colocação isolada no confronto com as outras emissoras abertas.

Os mercados de melhor desempenho da série até o momento e que alcançam os dois dígitos são: Goiânia (10,7% de audiência e 18,1% de share: participação da emissora no número total de televisores ligados), Salvador (10,6% e 18,0%) e Vitória (10,3% e 18,3%).
Até a sexta-feira (13 de maio), a média nacional de “Reis” registra 8,2% de audiência e 12,9% de share.

A Globo, líder no horário (30 minutos de confronto é com o “Jornal Nacional“ e a outra metade com “Pantanal“), vem registrando até o momento 25,2% de audiência e 39,6% de share — a emissora carioca vem melhorando seus resultados devido ao avanço de tempo do remake, sobretudo a partir da semana do dia 25 de abril, quando conseguiu agregar cerca de 2 pontos na faixa em relação às semanas anteriores. Já o SBT, com 6,3% de audiência e 9,9% de share, fica com a terceira colocação.

Na Grande SP, o desempenho parcial de “Reis” está com 8,4% de audiência e 12,6% de share, tendo até o momento uma distância de 1 ponto para o SBT, que vem ficando com a terceira colocação no ranking geral das emissoras abertas (7,1% e 10,6% ).

A Globo, que assim como o SBT tem um desempenho de cerca de 1 ponto maior na Grande São Paulo do que na média nacional, vem registrando 25,9% e 38,8%.

Tanto na média nacional quanto na Grande São Paulo, a somatória dos canais pagos mantém nesse período noturno o patamar de 6, enquanto que os conteúdos de TV e vídeos sem referência, 11.

Comentando um pouco o desempenho no mês de abril (primeiro mês completo), “Reis” marcou 8,0% de audiência e 12,7% de share no mercado nacional e 8,3% de audiência e 12,4% de share, em SP, sinalizando resultados similares em ambos os mercados na parcial de maio. A Globo, que como já dito vem melhorando os resultados de "Pantanal", fechou o mês com 25,1% de audiência no mercado nacional e 25,8% na Grande SP. 

Já o SBT, com recuo na casa de 1 ponto de março para abril, marcou 6,2% e 7,1% respectivamente.

Até o dia 13 de maio a série "Reis" já atingiu um total de quase 37 milhões de lares e 72 milhões de pessoas no MERCADO NACIONAL e mais de 4 milhões de lares e quase 8 milhões de pessoas na GRANDE SÃO PAULO. Em média por episódio são cerca de 9 milhões de lares e 12 milhões de indivíduos no MERCADO NACIONAL e 1 milhão de lares e pouco mais de 1 milhão de indivíduos na GRANDE SÃO PAULO (dados esses projetados em cima do Atlas de Cobertura da Record TV em 2022).

O perfil da audiência de "Reis" agora no mês de abril, tanto no MERCADO NACIONAL quanto na GRANDE SÃO PAULO tem uma representação de cerca de 60% de MULHERES. Por idade, maior afinidade de adultos acima de 35 anos, com destaque para a fatia mais madura da população, que em ambos os mercados representou 30% do total — ressaltar que o público entre 35 e 49 anos é mais representativo na GRANDE SÃO PAULO, onde atingiu seus 28%.

Por classe social, MERCADO NACIONAL AB e CD com cerca de 30% cada são as mais destacadas, enquanto que na GRANDE SÃO PAULO a série tem uma composição mais qualificada ao ter em AB 39%.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas