Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Telejornais da Globo relembram tragédia em edifício de São Paulo    

Flavio Ricco|Do R7 e Flavio Ricco

Escombros do edifício Wilton Paes de Almeida
Escombros do edifício Wilton Paes de Almeida Escombros do edifício Wilton Paes de Almeida

Uma das maiores tragédias da cidade de São Paulo completa cinco anos no dia 1º de maio. Depois de um incêndio, o edifício Wilton Paes de Almeida, localizado no Largo do Paissandu, no centro da capital paulista, desabou, deixando sete pessoas mortas e duas desaparecidas até hoje.

O prédio de 24 andares era ocupado irregularmente por 291 famílias carentes desde o início dos anos 2000.

Cinco anos depois, a prefeitura mantém a promessa de construir um edifício para a população de baixa renda no local, mas nada foi feito até agora.

Imagem de nova série da Globo
Imagem de nova série da Globo Imagem de nova série da Globo

“Morar SP”, nova série que vai ao ar nos três telejornais locais de São Paulo (Bom Dia SP, SP1 e SP2), do dia 1º ao dia 12 de maio, mostrará o drama da moradia na maior metrópole do país. Reportagens abordam a triste realidade das pessoas que não têm onde morar, que vivem em áreas de risco, em comunidades ou que gastam grande parte do salário com aluguel.

Publicidade

No total serão exibidas 18 matérias, seis em cada telejornal.

Além de revisitarem as histórias das vítimas do desabamento, os repórteres Giba Bergamim, Gianvitor Dias e Thaís Luquesi ouviram famílias que esperam por anos na fila da Cohab na esperança de conseguir comprar um apartamento com subsídio do governo e só veem a lista aumentar enquanto poucas moradias são entregues.

A série “Morar SP” também mostrará iniciativas importantes de ONGs que atuam para proporcionar uma habitação digna para quem não tem condições de pagar por um imóvel ou aluguel.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.