Flavio Ricco Thalita Carauta não quer mais fazer humor? Atriz esclarece

Thalita Carauta não quer mais fazer humor? Atriz esclarece

Thalita Carauta diz se está deixando o humor

Thalita Carauta diz se está deixando o humor

Jorge Bispo

Thalita Carauta está no elenco de “Elas por Elas”, a novela das seis da Globo, como Adriana, uma batalhadora, mãe solo, veterinária e que vive um romance com Jonas (Mateus Solano). Mas, o tempo todo, é atormentada pela ex-mulher dele, a vilã Helena (Isabel Teixeira).

De acordo com Thalita, sua personagem “é uma clássica mocinha de novela, mas que está alinhada com questões mais atuais do feminino. É uma mulher de delicadeza e força”.

Em vez do humor, como geralmente sempre aconteceu, desta vez, foi oferecido a ela um papel mais na linha dramática.

Ao ser questionada se vai dar um tempo na comédia, a atriz esclarece que essa informação não procede:

“Eu amo fazer todos os gêneros, estilos, mídias. Sempre quis ser atriz, com todo entendimento dessa palavra. Só o humor não me contempla, assim como só o drama não me contemplaria. Quero poder fazer tudo e me transformar em tudo”.

Thalita, antes de “Elas por Elas”, foi Mauritânia em “Todas as Flores”, uma ex-atriz pornô que fica milionária após a morte de seu affair Raulzito (Nilton Bicudo), um dos sócios e herdeiros da Rhodes.

A personagem foi uma das mais elogiadas e comentadas pelo público e crítica.

“Foi incrível fazer a Mauritânia, uma pessoa com tantas composições. Sou muito grata por esse projeto, mais um sucesso do João Emanuel Carneiro. Feliz também de ter feito uma personagem que inspirou, emocionou e fez rir tanta gente”, comenta a atriz.

Por fim, sobre novos projetos, Thalita compartilha que está avaliando alguns, mas nada definido.

Certeza mesmo, para o próximo ano, o lançamento do longa “Os Sapos”, onde interpreta uma mulher que viaja para uma casa na serra e se vê enredada na vida de dois casais com relacionamento confuso e mal resolvido.

A tensão virá a partir dessas triangulações.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas