Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Keila Jimenez - Blogs
Publicidade

Afastado das telas por doença, Bruce Willis agora terá 'clone digital'

O ator, que se aposentou precocemente por estar doente, vendeu os direitos do rosto dele para que empresa crie 'gêmeo' digital

Keila Jimenez|Do R7 e Keila Jimenez


Bruce Willis
Bruce Willis

Pouco antes de saber que estava muito doente, Bruce Willis tratou de ir atrás do "clone" dele. Isso mesmo. Bruce Willis, 67, vendeu seus direitos de imagem a uma empresa russa no ano passado, para que fosse criado um "gêmeo" digital seu, antes mesmo de ele ter recebido o diagnóstico de afasia. Isso possibilita que o ator apareça em filmes, mesmo com o avanço da doença.

Envergonhado, Bruce Willis manteve doença em segredo por dois anos

O ator vendeu o "direito de imagem" a uma empresa russa para que criasse um "gêmeo" digital dele, um ano antes do diagnóstico de afasia, doença que o afastou das telonas. A doença atrapalha a fala e memória do ator e não tem cura.

Uma empresa de inteligência artificial criou um "clone digital" ultrarrealista em 4K de Willis , usando imagens do rosto dele. Em agosto de 2021, o "gêmeo" de Bruce fez sua estreia em um comercial do gigante russo de telecomunicações MegaFon. Outros dois comerciais com o "clone" de Bruce estão sendo produzidos.

Publicidade

Os engenheiros precisam de apenas de três a cinco dias para inserir o “clone” do ator em novos projetos, mas tudo tem de passar pela aprovação de Willis.

O ator tem mais três filmes de ação prontos, que ele filmou no ano passado, antes de seu diagnóstico de afasia.

A afasia é uma incapacidade de compreender ou formular a fala devido a danos em regiões específicas do cérebro. 

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.