Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Melhor Não Ler
Publicidade

Filho de Lula divulga fake news ao noticiar assalto

Segundo Lula, seu filho não foi assaltado e os meninos que “socializaram” seu celular são apenas vítimas da sociedade

Melhor Não Ler|Do R7

Ladrão de celular: para Lula o importante é socializar o aparelho
Ladrão de celular: para Lula o importante é socializar o aparelho Ladrão de celular: para Lula o importante é socializar o aparelho

Luiz Claudio Lula da Silva, filho do ex presidente Lula, levou uma tremenda bronca do pai por ter divulgado fake news na noite da última terça-feira, 17.

Amigos próximos da família disseram que Lula ficou muito contrariado ao saber que, em plena véspera de seu casamento, seu filho o desobedeceu em vários sentidos.

Lula teria ficado decepcionado ao saber que Lulinha recorreu à polícia relatando ter sido vítima de um suposto assalto em um semáforo de São Paulo. Lulinha disse aos policiais que quatro assaltantes levaram seu celular e o de uma mulher que estava com ele no carro. A polícia acreditou em Lulinha, recuperou os celulares e apreendeu os menores, que têm entre 14 e 17 anos.

Porém, Lula disse que nada disso aconteceu. Como o petista e ex- presidiário tem compromisso com a verdade, ele fez um pronunciamento esclarecendo o que de fato ocorreu na noite de ontem:

Publicidade

“O Lulinha precisa pedir desculpas pelo erro que cometeu. Primeiro, porque papai já disse para ele não se meter com a polícia. Já fui bem claro quando disse que esse pessoal nem gente é. Segundo, porque os quatro meninos estavam portando apenas o simulacro de uma pistola, ou seja, um brinquedo. Terceiro, porque não roubaram nada, apenas socializaram. Vocês lembram que eu já disse que não aguento mais ver adolescente sendo preso só porque levou um celular. É difícil entender que essas crianças só querem ter o que os filhos dos ricos têm? Isso é uma questão de justiça social!”

Lula também disse que mandou Lulinha devolver o celular para os meninos, mas isso não foi possível porque os menores foram apreendidos e levados para a Fundação Casa, onde celulares são proibidos. Sobre isso, Lula aproveitou o ensejo e fez uma promessa eleitoral:

Publicidade

“Se eu for eleito, companheiros, criança nenhuma vai ser presa por causa de ‘socialização’ de celular. E essa coisa absurda de proibir celular na Fundação Casa também vai acabar! Se eu tinha celular e tudo mais na cadeia, porque essas crianças não podem ter?”

Esta crônica é uma ficção, mas poderia não ser...

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.