Como um 'não' à Globo deu poder inédito a Ana Paula Arósio

Atriz voltou à TV brasileira num comercial de TV após quase dez anos afastada; Ela tem poder suficiente para retornar onde e quando quiser

Ana Paula Arósio virou um dos assuntos mais comentados da internet

Ana Paula Arósio virou um dos assuntos mais comentados da internet

Divulgação

Ela sumiu da TV há mais de dez anos sem dar muitas explicações e isso transformou Ana Paula Arósio quase num mito. Daqueles que todo mundo fica especulando sem saber direito os motivos de sua desistência da fama. E como adiantado pela coluna do Flávio Ricco, a atriz fez seu retorno nesta noite de terça (25), numa propaganda de banco veiculada na TV aberta.

Ana Paula marcou sua volta rindo de si mesma. Brincou com seu sumiço e ainda fez referência à propaganda que gravou lá atrás, para uma empresa de telefonia. Foi o que bastou para a atriz tomar conta da internet, com milhares de comentários, quase todos elogiosos.

O fato de Ana Paula ter saído de cena de maneira abrupta – com rompimento de seu contrato pela Globo – e não ter dado explicação sobre o assunto, ajudou a transformá-la num objeto de desejo das pessoas. Convites para voltar à ativa não faltaram, inclusive da própria Globo. Mas a atriz não se deixou seduzir e manteve-se longe da mídia, inclusive vivendo fora do país. Ela mora na Inglaterra.

Difícil dizer se foi um movimento perfeitamente pensado essa sua saída da TV, afinal ela não dá entrevistas e não fala sobre o assunto. Mas é fato que a atriz, ao se resguardar, apenas se valorizou de um jeito quase inédito. É muito raro alguém abandonar fama, contrato com uma grande TV e dinheiro e ainda seguir sendo “desejada” por público e mídia.

Quando a Globo rompeu o contrato com Ana Paula, ela era uma das grandes estrelas da casa. Escalada para protagonizar Insensato Coração, abandonou as gravações em outubro de 2010 e pediu para romper o contrato no início de 2011, desejo prontamente atendido pelo canal. Ana estava na emissora desde 1998, vinda do SBT.

O QUE ACONTECERIA SE...

Se tivesse continuado na Globo, certamente Ana Paula permaneceria com um contrato de exclusividade durante muitos anos ainda, possivelmente até os dias de hoje. Um contrato assim, de uma atriz de primeiro escalão, pode render algo entre R$ 80 e R$ 100 mil por mês. Se continuasse no canal, de 2011 para cá, ela teria recebido por volta de R$ 8,5 milhões. Mais ou menos a mesma quantia que ganhou de cachê por esta propaganda que fez agora.

Ana Paula em seu novo comercial de TV

Ana Paula em seu novo comercial de TV

Reprodução/Instagram

Acontece que tem um porém aí: a Globo está cada vez mais se livrando de seu elenco fixo. Todos os meses atores — alguns consagrados — não têm mais seus contratos renovados e só passarão a receber salários da empresa por obra, ou seja, quando estiverem efetivamente no elenco de uma novela. Não é difícil imaginar que Ana Paula também estivesse nessa mesma situação. Sem um contrato fixo. Atuar na TV, num mesmo canal, durante muito tempo, gera desgaste. Muitas vezes um ator escolhe não participar de uma novela que não considera boa ou que não goste do autor. Às vezes, espera-se uma oportunidade melhor, numa série ou ou em algum programa. Já há algum tempo a Globo não aceita muito esse tipo de comportamento de seus contratados. Não é mais agradável a ideia de pagar um salário mensal para quem não está no ar. Nos últimos anos, quem negou uma escalação, acabou sem contrato.

E não há nenhum problema com isso, diga-se. A Globo pode adotar as políticas que bem entender em relação aos seus contratados. Mas é uma relação que mudou nos últimos anos e isso certamente afetaria Ana também.

Além disso, participar de novelas ou séries ano após ano, vai tirando, aos poucos, o brilhantismo e aquela aura especial que um artista possa ter. É quase inevitável. O ator ou atriz vai ficando mais comum até deixar de vez aquele clube dos “intocáveis”. Aconteceu com muita gente recentemente na Globo, como Maitê Proença, Malu Mader, Miguel Falabella, Renato Aragão, Bruna Marquezine, Bruno Gagliasso etc etc. E chega o momento em que um artista entra na lista dos dispensáveis.

Com Ana Paula foi diferente. Ela saiu da TV, dá para dizer, em seu auge. Tinha grande prestígio, sabia atuar, era considerada uma das mulheres mais bonitas do país e tinha um grande carinho do público, que a viu crescer fazendo comerciais na TV desde muito nova. Quer dizer, ela não passou por um período de decadência e não houve tempo para que se enjoassem da cara dela. Isso tudo a mantém lá em cima, quase que dentro de uma cápsula protetora. Difícil de ver isso acontecendo com outro artista, especialmente no Brasil.

Planejado ou não esse sumiço, Ana Paula acertou em cheio e mantém uma aura especial mesmo tanto tempo afastada da TV. Se vai retornar ou não às novelas, é outro assunto, mas é seguro dizer que ela pode fazer isso quando quiser, do jeito que quiser e onde quiser.

Poucos artistas no Brasil, hoje, têm tanto poder assim.