Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Riley Keough, sucesso em 'Daisy Jones', enfrenta a avó Priscilla por herança deixada pela filha de Elvis

Disputa entre avó e neta terá novo round em abril, quando Justiça se pronunciará sobre testamento de Lisa Marie Presley

Odair Braz Jr|Do R7

As mulheres da família Presley: Riley Keough, Lisa Marie e Priscilla
As mulheres da família Presley: Riley Keough, Lisa Marie e Priscilla As mulheres da família Presley: Riley Keough, Lisa Marie e Priscilla

A série Daisy Jones and the Six, que mostra a saga de uma banda de rock entre os anos 60 e 70, é um dos grandes sucessos da TV em 2023 e um dos destaques é Riley Kough, que interpreta a personagem que dá nome à atração. Na história, ela, assim como seu avô Elvis Presley e sua mãe Lisa Marie, também é uma cantora, num papel que já é o melhor momento de sua carreira de atriz.

Infelizmente essa ótima fase de Riley chegou junto com dois grandes dramas familiares: a morte de Lisa Marie, filha única de Elvis, em janeiro deste ano. E também uma disputa com sua avó, Priscilla Presley, pelo legado do cantor. Uma coisa está diretamente ligada a outra e a briga entre elas fica, aparentemente, cada dia mais feia.

Segundo informações de vários veículos de comunicação respeitados nos EUA, Priscilla e Riley passaram a não se falar logo após a morte de Lisa, quando veio à tona o testamento da filha de Elvis (explico mais à frente). Já nesse momento, avó e neta teriam passado a se comunicar apenas através de seus advogados. Nesta semana saiu uma informação alarmante de que Riley teria mandado trocar todas as chaves de Graceland, a mansão do cantor que é um centro de visitação de fãs e que dá uma boa renda para a família Presley. Priscilla, durante um evento no Reino Unido, negou que isso tenha acontecido e afirmou também que não existe problema entre ela e sua neta. Mas é fato que a ex de Elvis entrou na Justiça questionando o testamento deixado por sua filha e que beneficia Riley.

TESTAMENTO

Publicidade

O problema todo entre Priscilla e sua neta começou assim que Lisa Marie, filha única de Elvis, morreu após sofrer uma parada cardíaca aos 54 anos em sua casa, em janeiro de 2023.

Riley, à direita, em 'Daisy Jones'
Riley, à direita, em 'Daisy Jones' Riley, à direita, em 'Daisy Jones'

Lisa era a única herdeira e beneficiária do espólio de seu pai, que passou a ser administrado por Priscilla, sua mãe e ex-mulher do cantor, uma vez que Lisa tinha apenas 9 anos quando Elvis morreu. A ex de Elvis tomou para si a missão de manter vivo o legado do rei do rock ao mesmo tempo em que gerenciava o patrimônio deixado por ele para sua filha.

Publicidade

Até a sua morte, Lisa recebia uma pequena parte de todo o ganho de cerca de US$ 100 milhões que a marca “Elvis” arrecada anualmente. Ela ganhava esta pequena participação porque vendeu, em 2005, 85% da Elvis Presley Enterprises, que cuida de tudo relacionado ao cantor. Lisa manteve uma participação de 15% na empresa e permaneceu como a única proprietária de Graceland, que rende em torno de US$ 10 milhões de dólares anualmente.

Apesar de ter recebido US$ 100 milhões em 2005, Lisa estava afundada em dívidas por supostamente queimar toda sua fortuna com um estilo de vida um tanto quanto desregrado. Por causa disso, quando morreu, ela devia cerca de US$ 5 milhões no cartão de crédito e também a bancos. No passado recente, a filha do cantor processou Barry Siegel, empresário que administrava sua fortuna. Segundo ela, Siegel foi o responsável pelo sumiço do dinheiro e não teria cuidado como devia de toda a dinheirama. Ele nega e afirma que Lisa é que era uma grande gastadora.

Publicidade

Apesar de estar quebrada financeiramente, Lisa fez um seguro de vida de US$ 35 milhões, quantia que, segundo seu testamento, também vai para suas filhas, assim como Graceland e sua participação de 15% na EPE.

E todo este problema da herança de Lisa explodiu em seu testamento, que foi lido após sua morte. A filha de Elvis fez uma mudança no texto em 2016 deixando seu patrimônio e o seguro de vida milionário para suas filhas (além de Riley, há também duas gêmeas de 15 anos). Numa versão anterior do testamento, Priscilla também era colocada como herdeira, o que permitiria a ex de Elvis continuar administrando Graceland e recebendo os 15% da participação na empresa.

Publicidade

A questão toda é que Priscilla diz que não foi avisada desta mudança no testamento da filha. Assim, ela entrou na Justiça questionando a alteração no texto, afirmando ainda que a assinatura de Lisa parece falsificada.

E é neste ponto em que está toda a encrenca no momento. Enquanto brilha em Daisy Jones and The Six, Riley, de 33 anos, lida com questões jurídicas numa batalha contra sua avó pela herança de Lisa e que, no final das contas, é o legado deixado por Elvis Presley. Priscilla, por sua vez, lançou recentemente a série animada Agent Elvis, na Netflix.

A disputa entre avó e neta terá um novo capítulo em breve, já que há uma audiência marcada na Justiça de Los Angeles para acontecer agora em abril. Veremos o que acontece a partir daí.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.