Odair Braz Jr STJ: Dado Villa-Lobos e Bonfá podem usar o nome Legião Urbana

STJ: Dado Villa-Lobos e Bonfá podem usar o nome Legião Urbana

Músicos venceram processo contra filho de Renato Russo e poderão fazer shows usando a marca da banda

  • Odair Braz Jr | Do R7

Dado Villa-Lobos (de óculos escuros), Renato Russo e Marcelo Bonfá

Dado Villa-Lobos (de óculos escuros), Renato Russo e Marcelo Bonfá

Tasso Marcelo/Estadão Conteúdo - 23.11.1993

A disputa entre Marcelo Bonfá e Dado Villa-Lobos, integrantes do Legião Urbana, contra Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, finalmente chegou ao fim. A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu nesta terça (29) que os dois músicos podem usar o nome da banda em apresentações. O julgamento estava empatado em dois a dois e o ministro Marco Buzzi deu o voto de minerva.

Já há alguns anos os dois músicos, que foram parte integrante do grupo durante toda sua existência, foram proibidos pela Justiça de se apresentar usando o nome Legião Urbana. Giuliano, filho de Renato, entrou com o processo para que Bonfá e Dado não utilizassem mais a marca. O herdeiro do cantor, morto em 1996, é o dono da empresa Legião Urbana Produções e detém os direitos sobre o nome. Segundo a decisão do STJ, Giuliano permanece como proprietário, afinal isso nem estava em discussão. A diferença é que agora, Marcelo e Dado podem fazer shows e se apresentar como Legião Urbana e não será preciso pagar a Giuliano por isso e nem pedir sua autorização. Mas esta decisão não permite à dupla um uso pleno da marca, assim eles não podem, por exemplo, vender produtos oficiais com o nome do grupo. É Manfredini quem tem este direito.

O ministro Buzzi, em sua decisão, disse que a marca da banda "está profundamente enraizada na vida profissional dos recorridos". "Recorridos", no caso, são Marcelo e Dado. A alegação dos dois músicos é que são tão criadores do Legião Urbana quanto Renato Russo e que também são os compositores de toda a obra ao lado do cantor. Sendo assim, têm o direito de fazer shows como banda. A decisão judicial cita este fato dizendo que Dado e Bonfá "indubitavelmente colaboraram com a criação e participaram de sua divulgação como integrantes de banda musical cuja fama e sucesso marcaram o tempo de sua existência".

Num comunicado, a empresa de Giuliano Manfredini disse que vai recorrer da decisão nas instâncias cabíveis.

Marcelo Bonfá comemorou a decisão nas redes sociais. Veja:

VAMOS POR PARTES

Esta disputa entre Dado/Bonfá contra Giuliano é uma coisa complicada. A marca Legião Urbana realmente pertence à família de Renato Russo e o cantor se tornou o dono ainda nos anos 1980 a partir de um acordo com os demais integrantes. Todos os músicos criaram empresas separadas, numa decisão que visava cuidar melhor dos seus ganhos. Essa foi uma decisão meramente burocrática e o registro do nome ficou na empresa do vocalista. De resto, o Legião continuou como sempre foi, com todos os músicos fazendo parte do grupo.

É óbvio que Renato sempre foi o cérebro da banda. Era o compositor principal e meio que decidia os rumos musicais que o grupo deveria seguir. Ainda assim, é bem claro que o Legião era sim formado pelo cantor mais Dado e Bonfá. Durante um determinado momento a banda teve ainda Renato Negrete como integrante.

Após a morte de Renato, o grupo acabou e apenas mais de dez anos depois é que Dado e Bonfá voltaram a se apresentar com o nome Legião Urbana. Fizeram isso num show tributo aos 30 anos da banda e com o ator Wagner Moura como vocalista. Aliás, Wagner foi muito criticado na época. Após esse pontapé inicial, que se tornou um especial da MTV Brasil, o grupo saiu em turnê pelo país, agora com André Frateschi como vocalista. A série de shows durou até 2016. Depois disso, Giuliano entrou com processo na Justiça e impediu que Dado e Bonfá voltassem a se apresentar como Legião.

Com esta decisão divulgada hoje, a história muda um pouco, mas certamente não chegou ao fim. Manfredini vai recorrer e certamente Dado e Bonfá continuarão a ter problemas. Mas, por enquanto, os dois podem comemorar e até pensar em algum showzinho para comemorar. Tem muito fã por aí esperando bastante por isso há muito tempo.

Mesmo que com outra pessoa no lugar do Renato.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas