Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Se eu fosse eu
Publicidade

Assaltaram a Gramática, Assassinaram a Lógica

Um texto divertido sobre a imposição da nova regra (a gente ainda não se conforma) 

Se eu fosse eu|Do R7


Se eu fosse eu, uma idéia... não acabaria com o acento de “ideia”, nem de “joia”. A nova regra ainda embaralha a gente, não é mesmo? Temos sonhos. Se eu fosse eu, o trema estaria vivo. Os ditongos abertos continuaram espertos e libertos. Afinal, assassinaram a gramática?

O Novo Acordo Ortográfico entrou em vigor em 1º de janeiro de 2009.
O Novo Acordo Ortográfico entrou em vigor em 1º de janeiro de 2009.

Sudorese, falta de ar. Sufocamento. Ele chegou e eu senti um calafrio ortográfico.

Era apenas um ser cheio de vontades gramaticais. No rosto, talvez a interrogação. Na testa, a exclamação. No semblante, a determinação. Este ser despudorado tinha olhos adverbiais. E uma gana ansiosa de matar. Mutilar palavras. Degolar as frases. Era um assassino concordante verbal.

- Vou acabar com todos eles!

Publicidade

Palpitação, reticências. Na mão, sem cor e sem pele, uma borracha apavorante.

- Não! Não pode fazer isso! Já perdemos o trema!

Publicidade

- Elas não serviam para nada. Dois pontinhos insignificantes.

O ser oxítono tinha olhar proparoxítono. Eu podia sentir: ele tinha os dois pontos, a travessão e as aspas na mão.

- O que você vai fazer?!

- Vou acabar com eles, com os acentos.

- Não!!! Muitos já foram eliminados!

O ser agora estava sereno, com ar de regente nominal. Ele tinha os homônimos, parônimos e a colocação pronominal - quem diria - com ele. Eu podia sentir a próclise, mesóclise e a ênclise - todas unidas contra mim.

- Ela foi mal feita. Estou aqui para melhorá-la. Preciso acabar com esta fanfarrice de acentos.

Metáforas, pleonasmos, aliterações, onomatopeias. Ele sabia unir a categoria!

- Você é um assassino de ideias! Está vendo?! Nem consigo mais dizer "idéia" direito! Eu nunca mais pude falar "jóia" como antigamente! Que "paranóia"!

Ditongos abertos. Crase, pronome, artigo, verbo. Eu percebia: todos gostavam dele!

- Chegou a hora! Vou acabar com os acentos de Vovô e de Vovó!

- Não! Você não será tão ousado!

Os acentos circunflexo e diferencial o admiravam. Mesmo sabendo que poderiam deixar de existir! Como pode? Eu precisava impedir. Vovô e Vovó sem distinção? Vovo e Vovo?! De jeito nenhum. Marucia e João serão a mesma pessoa? O que vão dizer os netinhos?

- Não faz diferença, você vai se acostumar.

Ponto e vírgula, vírgula, parênteses, colchetes! Até vocês estão com este ser?, não acreditei.

Pensei em todos os Vovôs e Vovós do mundo. Susan e Galeno, desesperados. Stella e Luiz Carlos escolhendo palavras para expressar tamanha dor. Nada será como antes depois desta mudança.

- Maiúsculas, deixam as minúsculas de lado e ajudem-me nesta tarefa lógica! Gerúndio! Orações! É uma causa nobre! Amanhã pode ser com vocês!

- Não há nada que você possa fazer. Já está decidido. Vovo e Vovo ficam assim agora.

- Isso é o que veremos!

- Sintaxe, Aposto, Vocativo, Concordâncias, Regências, Substantivos, Adjetivos: vamos ajudar a preservar a identidade das gerações mais queridas do planeta!

Com estilo, síntese, e perfeição, roubei a borracha apavorante e sem aspas, nem pontos, muito menos vírgulas, destruí a genérica nova regra ortográfica. Não sobraram reticências para contar. Foi JÓIA. Tive uma boa IDÉIA. E acabei com a PARANÓIA. Todas as palavras acentuadas e ricas, com personalidade, como antes.

Fiquei em paz. Vovôs, com circunflexo, e Vovós com agudo, enfim, agora descansam em paz. Ponto Final.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.