Tito Puente - O Rei do Mambo

Um dos mais importantes nomes da música Latina também conhecido como o “Papa da Música” e o “Rei da Música Latina”, popularizou o Mambo e o Cha-Cha-Cha no mundo inteiro

Tito Puente com seus timbales

Tito Puente com seus timbales

Tito Puente

Em 2017, eu estava morando em Orlando na Flórida. Fazia parte da banda Rico Monaco Band e tocávamos “Latin Rock”. Coloco o termo entre aspas porque a banda na verdade tocava rock. No repertório tinha Blue Öyster Cult, Van Halen, Ac/Dc, Elton John e Beatles, e ao mesmo tempo Juanes, Los Enanitos Verdes e Santana, esses sim do rock latino. O Rico Monaco é um excelente guitarrista, uma mistura de Van Halen com Carlos Santana, e por isso passeava tão bem pelos estilos. A percussão latina era parte integrante e dava aquele sabor “caliente” das Américas. Certo dia, Rico mencionou que possivelmente faríamos um show com o filho do Tito Puente, Tito Puente Junior.

Ernesto Antonio "Tito" Puente, era de ascendência porto-riquenha e nascido em Nova Iorque em 1923. Depois de servir o exército dos Estados Unidos na segunda guerra mundial, teve o privilégio de estudar música na Juilliard School of Music, um dos mais importantes conservatórios musicais do mundo. Nos anos 50, se apresentava com suas Big Bands de Jazz introduzindo o som Afro-Cubano e Caribenho ao mainstream. Chegou ao auge de sua popularidade com o álbum “Dance Mania” de 1958.

Eu me lembrava do Tito Puente dos Simpsons, no episódio “Quem Matou o Sr. Burns”. Nesse episódio, Lisa Simpson tenta implementar aulas de jazz na escola elementar de Springfield, o professor, El Rey de los Timbales, Señor Puente. Mas o Sr. Burns impede que isso aconteça e nós espectadores somos presenteados com um número regido pelo próprio Tito. “Señor Burns és el Diablo”! Mas meu conhecimento sobre Jazz Latino se resumia a isso. O show acabou acontecendo mesmo e tive que estudar e aprender Mambo, Cha-Cha-Cha, Salsa, completamente fora do meu mundo musical.

Nos ensaios realmente tive dificuldades em entrar no estilo. Os integrantes da banda de origem porto-riquenha e dominicana tiveram muita paciência em me ajudar e dar alguns toques para que eu não "desrespeitasse" o estilo. A característica vocal se chama Coro-Pregón, uma espécie de canto e resposta entre o vocalista e o coro da banda, totalmente improvisado e em espanhol. Até pensei que teria sido melhor eles arrumarem outro vocalista, mas como eu sou brasileiro e “brasileiro não desiste nunca”, aceitei o desafio e tive o privilégio de ter me apresentado na mais importante casa de eventos musicais de Orlando, o Dr. Phillips Center. Só confesso que realmente não consegui fazer as danças e os passinhos no palco…

Álbum Dance Mania de Tito Puente e sua Orquestra, lançado em 1958

Álbum Dance Mania de Tito Puente e sua Orquestra, lançado em 1958

Tito Puente

Nos anos 50 e 60, a banda de Tito Puente foi considerada uma das três melhores Big Bands de Jazz Latino em Nova Iorque, junto com as outras lendas Machito e Tito Rodríguez. Em 1963 lançou sua música mais conhecida, “Oye Como Va”, que foi regravada por Carlos Santana e depois por Julio Iglesias, Irakere e Celia Cruz. Durante sua carreira até seu falecimento no ano 2000, colecionou prêmios, honrarias, medalhas, como o Billboard Latin Music Lifetime Achievement Award em 1995, deu nome à um posto dos correios americanos em Nova Iorque, recebeu a medalha James Smithson Bicentennial do Instituto Smithsonian, além de inúmeras menções e homenagens em filmes, músicas e apresentações artísticas no mundo todo. Sua contribuição para a música Latina foi tão importante que o Cha-cha-cha chegou a ser o ritmo de dança mais popular nos Estados Unidos nos anos 50, e hoje Tito tem sua estrela na calçada da fama em Hollywood.

Seu filho Tito Puente Junior, foi sempre um cavalheiro conosco e um excelente percussionista além de exímio showman. Foi um grande privilégio fazer parte desse movimento, mesmo de forma breve e momentânea, e as lições que aprendi com a música Latina, com certeza me ajudaram muito a crescer musicalmente. Gracias Señor Puente!

Apresentação da Rico Monaco Band com Tito Puente Jr. e eu nos vocais.

Apresentação da Rico Monaco Band com Tito Puente Jr. e eu nos vocais.

Leo Von

Últimas