Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Viva a Vida
Publicidade

Retirar o preenchimento labial, como fez Flavia Pavanelli, está na moda, mas oferece riscos. Entenda

A influenciadora digital fez, durante anos, a aplicação de ácido hialurônico nos lábios; porém, nesse caso, o efeito pode ser totalmente revertido

Beleza|Do R7


Flavia Pavanelli antes e depois de remover o preenchimento labial
Flavia Pavanelli antes e depois de remover o preenchimento labial

A moda agora é ter lábios finos: após anos ostentando um bocão, na semana passada, a atriz e influenciadora digital Flavia Pavanelli entrou para o time das famosas que decidiram remover o preenchimento labial.

Flavia fazia aplicação de ácido hialurônico para manter os lábios grossos. Nesse caso, o procedimento pode ser totalmente revertido com a utilização de uma enzima chamada hialuronidase.

"De uma maneira resumida, ela quebra a molécula do ácido hialurônico e, assim, é possível eliminá-la", explica a professora e doutora Manu Carrera, especialista em estética dental e harmonização facial.

Em entrevista ao R7, a dentista Andressa Castro, que também é especializada em harmonização facial, destacou que a hialuronidase deve ser utilizada com muita cautela, por um profissional devidamente qualificado e depois da realização de exames.

Publicidade

"Ela [hialuronidase] oferece sim seus riscos, porque é uma substância que pode causar alergia, então a gente tem que fazer um teste alérgico antes da aplicação no paciente e saber aplicar da forma correta", afirmou.

De acordo com Manu Carrera, isso acontece especialmente com pessoas que têm alergia à picada de insetos, como por exemplo a abelha. "Muitos pacientes não sabem que têm esse problema. Então, todo profissional deve ter kits de cuidado para lidar com qualquer tipo de intercorrência", observa.

Publicidade

Cuidados

"Após a remoção [do ácido hialurônico] existem cuidados básicos: não ficar passando a mão nos lábios, porque a nossa mão é muito suja, e não aplicar gelo. Se houver necessidade, fazer uso de medicações. Mas são cuidados extremamente tranquilos", complementa.

O procedimento pode ser feito com a aplicação de anestesia local e o número de sessões necessárias para que o preenchimento tenha seus efeitos completamente revertidos varia conforme alguns fatores.

A profissional cita a grossura do ácido hialurônico - chamada no meio científico de G prime -, a quantidade de seringas do produto aplicadas nos lábios e a resposta de cada organismo a ele. "Então, pode ser que necessite de mais de uma sessão sim. Depende de cada caso", enfatiza.

Ela ainda chama a atenção para os preenchimentos feitos com polimetilmetacrilato (PMMA), pois os efeitos dessa substância podem ser irreversíveis. "Eu, particularmente, não gosto de utilizá-lo. Não pode ser removido em todos os casos, e a remoção é cirurgica. São casos bem complexos", afirma.

Leia também

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.