Mocidade quer Evandro Mesquita com guitarra para unir samba e rock na bateria

No enredo sobre Rock In Rio, escola vai repetir mistura de ritmos do evento

Evandro Mesquita nunca desfilou no Carnaval
Evandro Mesquita nunca desfilou no Carnaval Divulgação

Vocalista da Blitz, Evandro Mesquita pode ter a chance de reviver sua apresentação na primeira edição do Rock In Rio no desfile da Mocidade Independente de Padre Miguel. Apesar de o Carnaval não ser sua praia, o roqueiro disse que a mistura de rock e samba pode agradar aos jurados e arrancar do público gritos de “é campeã”.

— Eu acho bacana, acho que tem a ver. No fundo, o rock e o samba têm uma coisa de ritmo primário, no fundo tudo é música, acho que tem pontos em comum.

O diretor de bateria, Andrezinho, vai ousar na avenida com uma guitarra em meio aos tamborins, cuícas e pandeiros. E, para arrancar os solos do instrumento, a escola convidou o músico.

— Isso era uma intenção minha e foi conversado com a escola e, principalmente, com a bateria, que aceitou bem por ele ser um grande nome da música, e também pela pessoa que é.  O Evandro é prioridade.

E não é só o rock que pretende dar samba na Sapucaí. Outra novidade da bateria será a mistura do reggae e axé.

— Este ano, a gente está fazendo uma passagem musical por ritmos que já fizeram parte dos shows do Rock In Rio, porque o evento hoje é um show musical, que mistura vários ritmos. A gente tem uma passagem por Timbalada, uma passagem por reggae, pelo rock, que é a condição do enredo, além da paradinha que vamos fazer com a guitarra.

Com enredo Eu vou de Mocidade com Samba e Rock In Rio - Por um mundo melhor, a verde e branco será a quinta escola a desfilar no Domingo de Carnaval.