Blocos entram na Justiça para garantir desfile de Carnaval em BH

Detran afirma que grupos precisam fazer adaptações e regularizar os carros de som que querem usar na festa; 60 blocos podem ser afetados

Blocos usam caminhões adaptados

Blocos usam caminhões adaptados

Divulgação / Sejusp

Blocos de Carnaval de Belo Horizonte informaram nesta quinta-feira (20) que entraram com uma ação na Justiça para tentar resolver o impasse relacionado aos carros de som que querem usar na festa deste ano e garantir os desfiles.

Nesta quarta-feira (19), o Detran (Departamento de Trânsito de Minas Gerais) divulgou que dos 30 veículos cadastrados na prefeitura, 15 têm algum tipo de irregularidade. A principal delas é a falta de adequação para funcionar como trio elétrico, já que se tratam de caminhões-prancha adaptados. Ao todo, 60 blocos que dividem os veículos podem ser afetados.

Três blocos foram multados e tiveram os carros apreendidos durante os desfiles de pré-Carnaval no último fim de semana. Segundo a polícia, as equipes transportavam pessoas em compartimento de carga.

Um relatório do Detran mostrou que também havia galões com produtos inflamáveis próximos a geradores de energia e objetos ficavam presos por cinto de segurança.

Em entrevista nesta quarta-feira, o delegado Kleyverson Rezende, diretor do Detran-MG, afirmou o órgão fará uma força-tarefa para agilizar a regularização dos veículos, mas as adaptações precisam ser feitas por uma questão de segurança.

— O Detran está preparado para atender da melhor forma possível os interessados em transformar seus veículos em trios elétricos para o Carnaval.

Relembre o caso: