Famosos e TV Ludmilla desativa redes sociais após ataques racistas

Ludmilla desativa redes sociais após ataques racistas

"Tal ato não faz parte de nenhuma estratégia de marketing e é simplesmente uma consequência de seu cansaço diante do ódio destilado", disse assessoria

Cantora levou o caso à equipe que cuida de sua carreira

Cantora levou o caso à equipe que cuida de sua carreira

Reprodução/Instagram

Ludmilla foi vítima de ataques racistas e desativou suas contas oficiais do Twitter e Instagram. O fato ocorreu na noite da última sexta-feira (18), após a cantora lançar o clipe para a música I Love Too com Orochi. A informação foi confirmada ao R7 pela assessoria de imprensa da artista, que emitiu um comunicado oficial sobre o caso.

“Confirmamos que na noite da sexta (18/12), a cantora Ludmilla desativou todas as suas redes sociais. Durante o dia, a cantora já havia reclamado com sua equipe sobre os ataques racistas que vinha sofrendo chegando até a responder alguns tweets que diziam que ela responderia caso “jogassem casca de banana” entre outros insultos racistas e misóginos. Tais ataques vêm ocorrendo ao longo da carreira de Ludmilla que, como é sabido, vem se posicionando não só contra crimes de raça, mas também de gênero.

Ressaltamos que, ao contrário de qualquer especulação, tal ato não faz parte de nenhuma estratégia de marketing e é simplesmente uma consequência de seu cansaço diante do ódio destilado nas redes sociais. Informamos ainda que todas as postagens de cunho racista e homofóbicas estão sendo documentadas para encaminhamento à Justiça. Por ora, aguardamos o desejo de Ludmilla de voltar às suas redes sociais. Sendo assim, não temos mais nada a declarar”.

Últimas