Famosos e TV Vin Diesel é acusado de agressão sexual em ação movida por ex-assistente

Vin Diesel é acusado de agressão sexual em ação movida por ex-assistente

Episódio teria ocorrido em quarto de hotel em Atlanta (EUA), enquanto mulher trabalhava para o ator, em 2010, durante as filmagens do filme Velozes e Furiosos 5

  • Famosos e TV | Do R7

Van Diesel está sendo processado por ex-assistente

Van Diesel está sendo processado por ex-assistente

Reprodução/Instagram

O ator Vin Diesel está sendo acusado de agressão sexual em ação judicial movida por uma ex-assistente. A mulher — que se chama Asta Jonasson — alega ter sido espancada sexualmente enquanto trabalhava para ele, em 2010, durante as filmagens do filme Velozes e Furiosos 5, segundo informação publicada pelo site especializado Vanity Fair. Diesel não rebateu as acusações.

Segundo ela, Diesel teria a convidado para esperá-lo em uma suíte no hotel St. Regis em Atlanta. Depois que as outras mulheres foram embora, afirma o processo, Diesel "agarrou os pulsos da sra. Jonasson, um com cada uma das mãos, e puxou-a para a cama". Apesar dos pedidos para parar, Diesel começou a apalpar e beijar seus seios.

De acordo com o processo ao qual a publicação teve acesso, Diesel puxou a calcinha dela para baixo na sequência. Foi aí que a jovem gritou e correu pelo corredor em direção ao banheiro, onde Diesel a prendeu na parede, forçando-a a colocar a mão em seu pênis, ereto. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 Entretenimento no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Ainda segundo a reportagem, Samantha Vincent — ​​irmã de Diesel e presidente da One Race, empresa de Diesel — ligou para Jonasson e rescindiu o seu contrato, depois de menos de duas semanas no cargo.

“Ficou claro para ela que estava sendo demitida, porque não era mais útil — Vin Diesel a usou para satisfazer seus desejos sexuais, e ela resistiu às suas agressões sexuais”, diz trecho do processo movido contra Diesel.

A revista entrou em contato com representantes do ator, mas não obteve retorno.

Últimas