Música Shakira, Miley Cyrus e SZA dominam as paradas com músicas que alfinetam ex-parceiros

Shakira, Miley Cyrus e SZA dominam as paradas com músicas que alfinetam ex-parceiros

Cantoras recebem apoio de fãs na web por ganharem dinheiro em cima de situações ruins dos respectivos relacionamentos 

  • Música | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Shakira, Miley Cyrus e SZA estão no topo das paradas ao mesmo tempo

  • As cantoras chegaram ao primeiro lugar das canções mais tocadas globalmente

  • O tema das músicas das três parece ter conexão: alfinetadas para os ex-parceiros

  • O assunto repercutiu na web, com memes, piadas e muitas teorias

Shakira, Miley Cyrus e SZA cantam sobre antigos relacionamentos em novos hits

Shakira, Miley Cyrus e SZA cantam sobre antigos relacionamentos em novos hits

Fotos de Reprodução/YouTube

O que as cantoras Shakira, Miley Cyrus e SZA têm em comum? O principal é que as três emplacaram músicas nas paradas mundiais ao longo das últimas semanas. 

No entanto, a temática dessas canções de sucesso parece conectar ainda mais as artistas. 

Todas chegaram ao primeiro lugar da lista de músicas mais reproduzidas globalmente na plataforma de streaming Spotify falando... Dos ex-parceiros. 

Alfinetadas, lavação de roupa suja, indiretas, supostas traições e muitas teorias criadas por fãs envolvem os hits BZRP Music Sessions #53, FlowersKill Bill. Confira mais detalhes abaixo.

Chifres lucrativos

Nas redes sociais, fãs das três cantoras defendem a ideia de que elas usem experiências ruins na vida amorosa como inspiração para criar as músicas e, consequentemente, ganhar dinheiro em cima disso. Apesar de não confirmarem oficialmente a informação, as artistas estão envolvidas em rumores de que teriam sido traídas em relacionamentos antigos. 

No momento, Miley está em primeiro lugar no Spotify Global com Flowers, Shakira em segundo lugar com BZRP Music Sessions #53, parceria com o produtor Bizarrap, e SZA fecha o Top 3 com Kill Bill. Mas vale reforçar novamente que as três já ocuparam a primeira posição nestas últimas semanas. 

As flores de Miley

No caso de Miley Cyrus, a música Flowers seria para o ex-marido dela, o ator Liam Hemsworth. Na internet, fãs disseram que a música parece praticamente uma resposta a When I Was Your Man, hit de Bruno Mars. No entanto, o cantor não tem nada a ver com a treta.

É que, segundo seguidores de Miley, Liam teria dedicado essa música a ela na festa de noivado deles. Enquanto Bruno canta: "Eu deveria ter te comprado flores", Miley diz na própria canção: "Eu posso comprar flores para mim mesma". 

Além disso, segundo rumores, a mansão na qual Miley aparece no clipe de Flowers teria sido usada por Liam para levar amantes enquanto eles estavam casados. Teve ainda quem afirmasse que o paletó que a cantora veste no vídeo seria uma referência ao look de Liam no casamento deles. Seja lá qual for a verdadeira história por trás da canção, esta já é a maior estreia da carreira de Miley nas plataformas digitais.

Os recordes de Shakira

A música de Shakira se tornou a maior estreia em língua espanhola da história do Spotify e também do YouTube. A parceria com Bizarrap faz referências ao ex-marido da cantora, o jogador de futebol Gerard Piqué. Shakira canta que Piqué "trocou uma Ferrari por um Twingo" e "trocou um Rolex por um Casio". Aos 45 anos, ela também diz que vale "por duas de 22", como uma indireta para a nova namorada do atleta, que atualmente tem 23 anos. 

Aliás, a estudante Clara Chía também é citada na canção com um trocadilho. "Tem nome de pessoa boa. Clara-mente não é como sonha. Tem nome de pessoa boa. Clara-mente é igualzinha a você", diz a colombiana sobre a atual do ex. Segundo rumores, Piqué teria traído Shakira com Clara

Em outro verso, Shakira chega a citar o sobrenome do ex em mais um jogo de palavras: "Entendí que no es culpa mía que te critiquen, yo solo hago música, perdón que te sal-Piqué", que traduzindo literalmente quer dizer: "Entendi que não é culpa minha que te critiquem, eu só faço música, perdão que isso respingue em você".

SZA, a Beatrix Kiddo da música

Sucesso com o álbum SOS, a cantora SZA emplacou nas paradas o hit Kill Bill, clara referência ao filme do cineasta Quentin Tarantino, no qual a personagem Beatrix Kiddo, interpretada por Uma Thurman, é traída pelo homem que amava e jura vingança contra ele e todos aqueles que o ajudaram a tentar derrubá-la. 

"Eu talvez mate meu ex, mas não é a melhor ideia", canta SZA no refrão da música. Diferentemente de Shakira e Miley, a cantora não dá muitas pistas a respeito de quem é o tal ex. Com a vida pessoal reservada, ela deixou os fãs curiosos, caçando informações sobre a identidade do homem que a fez ficar tão furiosa. 

Independentemente dos rumores, Shakira, Miley e SZA conquistaram o público com a sonoridade dos respectivos novos trabalhos, que ganharam ainda mais impulso por conta de todas as fofocas. 

Internautas passaram a defender as cantoras e o direito delas de explorar os próprios relacionamentos antigos nas músicas. 

O apoio dos fãs foi essencial para que as três vissem as respectivas canções virando grandes hits. 

Não é só Shakira: relembre artistas que escreveram músicas sobre término

Últimas