Renato Aragão diz que não consegue se enxergar parado

Renato Aragão diz que está pronto para novos desafios

Renato Aragão diz que está pronto para novos desafios

João Cotta

“Nunca passou na minha cabeça parar de trabalhar”, desta forma Renato Aragão abriu sua conversa comigo, convencido que tudo na vida tem seu tempo.

Foram 44 anos de TV Globo e “só de Trapalhões 25, além da Turma e Aventuras do Didi, além de participações em muitos programas e especiais”.

Pequena pausa, uma soluçada, “mas o que mais me emociona foi a plantinha do Criança Esperança e as tantas crianças que eu pude ajudar. Não há nada que pague ou que me deixe mais realizado”.

E assim como foi na Excelsior, Record e Tupi, considera que a TV Globo “foi mais uma página bonita na minha vida”. E que não para por aí.

Ao contrário, com os seus 85 anos de vida, Renato revela que não consegue se imaginar parado:

“Tenho muitas coisas na cabeça e vários projetos, alguns já negociados, mas que ainda não posso falar. Está tudo bem encaminhado”.

Esse material, segundo ele, poderá ser negociado com o Grupo Globo ou qualquer outra TV.

“É preciso esclarecer que não fui demitido da TV. O contrato acabou e não foi renovado. Só isso. Agora sou da Globo e de todas as emissoras, dependendo do que for acertado”.

Confessa ainda que as mudanças em sua vida nunca foram novidade, “porque sempre estive preparado para elas. Aprendi a olhar para frente”.

E pela frente, embora não admita, já existem alguns assuntos bem encaminhados, entre eles, uma série, que também poderá ser um projeto para o cinema, contando a história de “Os Trapalhões”, dos tempos que o quarteto ainda contava com as participações de Wanderley Cardoso, Ivon Cury e Ted Boy Marino, até chegar a Dedé Santana, Mussum e Zacarias.

“A gente se fala. Assim que eu fechar alguma coisa te ligo”. Esperamos para breve.

*Colaborou José Carlos Nery