Famosos e TV Cantora processa produtor de reality show musical por agressão sexual

Cantora processa produtor de reality show musical por agressão sexual

Paula Abdul declarou ter sido assediada por Nigel Lythgoe quando ela foi jurada do 'American Idol', de 2002 a 2009

AFP
Paula acusou Nigel Lythgoe de tê-la agredido em duas ocasiões

Paula acusou Nigel Lythgoe de tê-la agredido em duas ocasiões

Reprodução/Instagram/@paulaabdul – 20.01.2023

A cantora Paula Abdul, vencedora de um Grammy e estrela da televisão nos Estados Unidos, acusou um produtor do reality show musical American Idol de agressão sexual, segundo uma ação apresentada na Califórnia.

Paula Abdul, cujo álbum Forever Your Girl — de 1988 — se consagrou como a estreia de maior sucesso na época, acusou Nigel Lythgoe de tê-la agredido em duas ocasiões. 

O inglês, também jurado do programa So You Think You Can Dance, negou as acusações, segundo a imprensa. 

Em sua denúncia, a cantora de 61 anos declarou ter sido assediada por Lythgoe e por diretores do American Idol, do qual ela foi jurada de 2002 a 2009. 

Segundo a ação, a artista teria sido vítima de discriminação em termos de salário e "alvo de piadas constantes, intimidação, humilhação e assédio por parte de diretores importantes, agentes e funcionários" do programa. 

Porém, as acusações mais graves são contra Nigel Lythgoe, hoje com 74 anos. 

Clique aqui e receba as notícias do R7 Entretenimento no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

"Por anos, Abdul guardou silêncio sobre as agressões sexuais e assédio de Lythgoe por medo de falar contra um dos produtores mais conhecidos dos concursos de televisão, o que facilmente poderia prejudicar sua carreira", afirma a demanda.

Lythgoe declarou que ficou "chocado e triste" com as acusações. 

Veja os famosos que já foram acusados de assédio sexual

Últimas