Famosos e TV Direção da Globo admite mais de 500 denúncias de assédio

Direção da Globo admite mais de 500 denúncias de assédio

Afirmação foi feita pelo presidente-executivo do Grupo, Jorge Nóbrega, durante reunião virtual com todos os funcionários 

  • Famosos e TV | Do R7

Direção da TV Globo admite mais de 500 denúncias

Direção da TV Globo admite mais de 500 denúncias

Reprodução/Record TV

A direção da TV Globo assumiu, perante todos os funcionários, que a emissora acumulou, ao longo dos últimos cinco anos, 553 denúncias de assédio moral e 65 de assédio sexual. A afirmação foi feita na tarde de quinta-feira (10), durante reunião online comandada por Jorge Nóbrega, presidente-executivo do Grupo Globo.

Durante o encontro virtual, o dirigente apresentou diversas questões, incluindo problemas mais recentes que atingiram a emissora, como o escândalo envolvendo Marcius Melhem –Embora o nome do ex-diretor de humor não tenha sido citado. Segundo Nóbrega, há um trabalho especial voltado para as denúncias de assédio sexual e moral na empresa. O que os números justificam:

- Quarenta por cento dos funcionários, de acordo com Nóbrega, se identificam nas denúncias do compliance;

- Nos últimos anos, foram: 553 denúncias de assédio moral e 65 de assédio sexual;

- O grupo Globo demitiu 90 funcionários, sendo que 45 deles ocupavam cargos de chefia. 

Procurado pelo R7, o departamento de comunicação da Globo informou que Jorge Nóbrega realizou uma live "para agradecer pelo empenho de todos os funcionários, que permitiu um fechamento de ano com bons resultados num período difícil para todos."

Segundo a nota, o presidente-executivo "tratou de assuntos variados, como os desafios trazidos pela pandemia, o desenvolvimento do processo de transformação digital da empresa, o projeto de diversidade e inclusão e também o de cultura organizacional, as perspectivas para 2021 e o compromisso de todos com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo." 

Diante disso, ainda de acordo com o texto enviado à reportagem, foi feita uma "referência ao relatório com os resultados da atuação da área de Compliance, que circula anualmente para todos os funcionários."

Por fim, o Grupo Globo ressaltou que, desde 2015, mantém um canal aberto de denúncias contra qualquer desrespeito ao Código de Ética da organização. "Não é verdade que exista um trabalho especialmente voltado para denúncias de assédio sexual e moral. Como parte da atuação da área de Compliance, a Globo mantém, desde 2015, um canal aberto para denúncias de quaisquer atos que contrariem o Código de Ética e Conduta, todas investigadas e tratadas com igual rigor". 

Últimas