Famosos e TV Karoline Lima conta que Militão entrou na Justiça novamente e não formalizou acordo para pensão

Karoline Lima conta que Militão entrou na Justiça novamente e não formalizou acordo para pensão

A modelo e o jogador de futebol se encontraram para conversar sobre o bem-estar da filha, Cecília

Resumindo a Notícia
  • Karoline Lima diz que Éder Militão não formalizou acordo para pensão

  • Influenciadora disse que jogador entrou na Justiça contra ela novamente

  • Anteriormente, atleta disse que só pode pagar R$ 6 mil de pensão para filha

  • Ele move dois processos contra a ex-namorada

Karoline Lima diz que Militão não formalizou acordo para pensão

Karoline Lima diz que Militão não formalizou acordo para pensão

Reprodução/Instagram

Após entrar na Justiça contra a ex-namorada, Éder Militão se encontrou com Karoline Lima pessoalmente para conversar sobre a pensão da filha, Cecília. Nesta terça-feira (18), a influenciadora gravou Stories contando que teve uma conversa amigável com o atleta, mas falou que ele não formalizou o acordo sobre o valor que vai pagar para a bebê e que ainda anexou mais uma petição ao processo após o encontro.

Karoline disse que a conversa com Militão aconteceu sem brigas, mas pontua que o problema é que ele não formalizou em um documento os acordos que eles fizeram pessoalmente. "Falar, todo mundo fala. Precisaria ser formalizado e isso não aconteceu. Não acredito em mais nada da boca para fora. Disse que precisaria ser formalizado e não foi", falou.

A influenciadora disse que o jogador entrou na Justiça contra ela novamente ao invés de formalizar os acordos para pensão. "Na verdade, ele me acusou de mais coisas na sexta-feira passada [14]. Anexou mais uma petição no processo horas depois de ter ido à conversa pessoalmente comigo. Arrependimento? Acho que nem sabe o que é isso", disse.

A conversa entre Karoline e Militão aconteceu após o atleta entrar na Justiça contra a ex-novamente. No processo, o jogador da seleção brasileira e do Real Madrid fala diz que foi surpreendido pela "gravidez quase espontânea" da ex-namorada e fala que só pode pagar R$ 6.060,00 por mês de pensão para a filha.

Antes de se encontrar com o atleta, a influenciadora falou que nunca teve a pretensão de resolver essas questões na Justiça ou publicamente. Ela garante que sempre propos uma conversa entre eles, algo que só aconteceu agora.

"Mesmo depois de ter me colocado na Justiça e me processado, ele me procurou para tentar resolver tudo diretamente comigo. Coisa que eu tentava fazer há 2 meses e nunca tive sucesso. Pois é. Depois de toda a exposição ele me chamou pra conversar, e eu aceitei. A minha intenção nunca foi exposição, a minha intenção nunca foi processo ou baixaria. Eu só queria cuidar da minha filha, estar em paz, porque eu já passei por muita coisa. E não é mais esse ódio que eu quero pra minha vida, pelo contrário. Mas se fosse preciso eu entraria também", disse na ocasião.

Briga entre Karoline Lima e Éder Militão começou com deboche na internet e foi parar na Justiça

Últimas