Famosos e TV Natália Deodato desabafa após ser acusada de roubo em Cancún: 'Situação constrangedora'

Natália Deodato desabafa após ser acusada de roubo em Cancún: 'Situação constrangedora'

Influenciadora digital disse que a acusaram de roubar uma bolsa no hotel em que está hospedada na cidade

  • Famosos e TV | Do R7

Natália Deodato desabafa nos stories após ser acusada de roubo

Natália Deodato desabafa nos stories após ser acusada de roubo

Montagem R7

Natália Deodato desabafou nos stories após ser acusada de roubar uma bolsa no hotel em que está hospedada, em Cancún, no México. Ela relatou o preconceito nesta sexta-feira (3).

“Uma situação superconstrangedora que vivenciei hoje. Eu estava no saguão e tinha uma bolsa jogada no canto, não tinha ninguém. Eu a peguei com a pontinha da mão e fui levá-la para o moço da recepção. Quando cheguei lá, tinha um moço e ele começou a gritar falando em outra língua. Eu avisei que tinha achado [a bolsa] no chão", começou ela.

A influenciadora contou que a reação do homem aconteceu devido à cor de sua pele. "O dono começou a gritar comigo, e o pior de tudo porque eu sou preta. Foi terrível ele falando que eu tinha pegado, como se eu precisasse pegar as coisas de alguém”, disse.

“O cara do hotel ficou muito constrangido. Eu falei para abrir e ver se sumiu alguma coisa. Ele viu que não tinha sumido nada e continuou me acusando. Comecei a tremer", continuou.

Além disso, ela contou que no dia em que chegou à cidade foi proibida de sentar em um restaurante porque estava de calça jeans e jaqueta, mas disse que “não foi por causa disso”. Os funcionários não a deixaram ficar no lugar que ela havia escolhido e a colocaram em outro assento.

"É fo**, muito fo**. Ainda bem que eu estou aqui com pessoas maravilhosas. Tenha sempre pessoas boas ao seu redor. Não se deixem abater pelas situações. Não deixem as pessoas te diminuírem”, falou.

“Na hora, fiquei em choque, comecei a tremer. Fiquei muito triste. Mas, graças a Deus, agora estou um pouco melhor. É uma situação muito pesada. Quando a gente fala sobre isso, parece que é ‘mimimi’. São realidades que precisam nos posicionar. Precisamos falar sobre o preconceito até que ele não exista mais!", finalizou.

Últimas