Famosos e TV Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental com seis tipos de droga, diz site

Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental com seis tipos de droga, diz site

Leandro De Niro foi encontrado morto aos 19 anos no começo de julho, no apartamento onde morava em Nova York

  • Famosos e TV | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Leandro De Niro, neto de Robert De Niro, morreu de overdose acidental, segundo o site TMZ.

  • Segundo o Gabinete do Médico Legista-Chefe de Nova York, havia seis tipos de droga no sangue dele.

  • Leandro foi encontrado morto aos 19 anos no começo de julho, no apartamento onde morava.

Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental

Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental

Reprodução/Instagram

Leandro De Niro Rodriguez, neto de Robert De Niro, que foi encontrado morto, aos 19 anos, no começo de julho, morreu de overdose acidental, segundo o Gabinete do Médico Legista-Chefe de Nova York. A informação foi dada pelo site TMZ, que divulgou que foram encontrados seis tipos de droga no sangue do jovem.

De acordo com o gabinete, Leandro morreu por causa dos efeitos tóxicos da cocaína, bromazolam, alprazolam, 7-aminoclonazepam e cetamina.

A hipótese de que o neto de Robert De Niro teria morrido de overdose foi levantada logo no momento em que o corpo do jovem foi encontrado no apartamento onde morava, em Nova York. Ele estava ao lado de um pó branco e de objetos utilizados para o uso de drogas.

Na ocasião, Drena De Niro confirmou a informação: "Alguém vendeu pílulas com fentanil para ele, mesmo sabendo que estavam misturadas", escreveu. A substância é um opioide sintético indicado para o tratamento de dores intensas. De acordo com a DEA (Drug Enforcement Administration), o fentanil é a principal causa da morte de americanos com menos de 50 anos.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp
· Compartilhe esta notícia no Telegram

Alguns dias após a morte, Haley Marks, de 20 anos, foi presa sob a acusação de vender drogas a Leandro. Segundo o jornal The New York Post, a suspeita seria uma traficante conhecida pelo apelido de princesa do percoceto, um medicamento opioide usado para o alívio de fortes dores.

Rita Lee, Tony Bennett e Gloria Maria: veja famosos que morreram em 2023

Últimas