Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Makes & Afins
Publicidade

Cabelo danificado? Saiba o que fazer para reparar os fios

Tratamento eficaz pede produtos com ativos que vão resgatar as ligações capilares

Makes e Afins|Mariana MorelloOpens in new window


Proteínas e peptídeos ajudam a tratar o cabelo danificado Bruno Ryfer

Cabelos danificados são o terror de quem se preocupada com o cuidado dos fios. Mas, o que são esses danos, na prática? Evelyn Aguiar, coordenadora de Pesquisa e Desenvolvimento da Unilever, explica que químicas, altas temperaturas sem proteção, atrito em excesso e umidade (dormir ou prender o cabelo molhado) são os maiores vilões.

“Mudei de cor de cabelo três vezes na mesma semana, fiz em casa sem cuidado nenhum... Faço chapinha de manhã, faz o retoque da chapinha à noite... Isso acaba, né, com o cabelo se ele não tiver protegido e com as proteínas íntegras.”

Reparando os danos do cabelo

O primeiro passo para tratar o cabelo danificado é conhecer o fio de dentro para fora e entender como os danos afetam sua forma. Todo tipo de cabelo é formado por córtex e cutícula. O córtex é o principal componente, já a cutícula é a parte externa da haste, que protege e é responsável pelo brilho e maciez dos fios. Toda essa estrutura é constituída por ligações capilares, e o tão temido dano é o rompimento dessas ligações.

Leia também

Um tratamento eficaz pede produtos com ativos que vão reparar as ligações capilares. Duas moléculas importantes na reversão de danos são peptídeos (micromoléculas) e proteínas (macromoléculas).

Publicidade

“A Dove tem a linha ‘Bond Repair’, com ‘Bio Protein Care’, que é uma proteína 100% compatível com a fibra capilar, então ela entra em sinergia com a nossa proteína. Quando o produto entra em contato com o córtex ele consegue encontrar justamente as partes que estão danificadas e se associar para refazer a integridade da proteína existente e melhorar a integridade das proteínas que foram perdidas”, explica Evelyn.

Para completar os cuidados, entra o complexo de peptídeo. “O peptídeo é o que forma a proteína, então se você entrega esses ingredientes para sua proteína capilar, você refaz ela e aí, a partir disso, a gente consegue reparar as ligações desconectadas ao longo dos anos com todos os danos já citados”, finaliza.

Publicidade

Para a manutenção do tratamento, lembre-se de que atitudes básicas podem proteger os fios. Use protetor término antes de expor o cabelo a fontes de calor (secador, chapinha, modeladores, etc), não durma e evite prender o cabelo molhado e faça um cronograma de tratamento antes de realizar alguma química.

*A jornalista viajou a convite da Dove Brasil

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.