Música Após passagem caótica pelo Rio, o que esperar dos shows de Taylor Swift em São Paulo?

Após passagem caótica pelo Rio, o que esperar dos shows de Taylor Swift em São Paulo?

As três primeiras apresentações foram realizadas na capital fluminense, mas nem tudo saiu como os organizadores previam

  • Música | Do R7

Taylor Swift fará três apresentações de sua turnê em SP

Taylor Swift fará três apresentações de sua turnê em SP

Caitlin Ochs/Reuters

Após uma passagem meteórica pelo Brasil em 2012, quando realizou a divulgação de um álbum e promoveu apenas um show em um evento privado, a cantora americana Taylor Swift volta ao país, mas, desta vez, para a apresentação de algo bem maior, a turnê The Eras Tour. Além dos três shows que já fez no Rio de Janeiro, ela se apresenta em São Paulo nesta sexta-feira (24), no sábado (25) e no domingo (26).

As três primeiras apresentações realizadas na capital fluminense não saíram como os organizadores previam: houve falta de organização antes e durante os shows, adiamento de uma das apresentações, brigas entre fãs acampados do lado de fora do estádio, registro de assaltos e arrastões no entorno, além da morte de Ana Clara Benevides, fã brasileira da artista, vítima de uma hemorragia pulmonar. A polícia investiga ainda se a morte tem relação com o calor extremo e a falta de distribuição de água no local.

Passadas as apresentações caóticas no Rio, agora a pergunta que não quer calar: o que esperar dos três próximos shows de Taylor Swift na capital paulista?

Playlist

Quem acompanha a artista sabe: Taylor Swift tem, por tradição, cantar pelo menos duas "músicas-surpresa", aquelas que não são do repertório ao vivo ou que ela não canta faz tempo. No Rio, uma delas foi ME! — canção que, aliás, costuma não agradar a boa parte dos "swifties", como são chamados os fãs de Taylor.

Para São Paulo, existe uma enorme expectativa para que ela cante I Did Something Bad e anuncie o lançamento da regravação de Reputation (Taylor's Version).

Manifestações

Após a morte de Ana Clara Benevides, fãs da cantora se mobilizaram para fazer um momento de silêncio no show de segunda-feira (20). Mas, a pedido da família, a manifestação não ocorreu.

Seguindo o pedido dos familiares de Ana Clara Benevides, os shows realizados na capital paulista também não devem ter protestos.

Organização

A T4F (Time For Fun), empresa responsável por trazer e organizar a turnê de Taylor Swift no Brasil, foi bastante criticada devido à falta de organização nos três primeiros shows.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (23), quase uma semana depois dos primeiros incidentes, a empresa pediu desculpa ao público e prometeu ações.

"Vamos manter o reforço da nossa operação, com maior número de pontos de distribuição de água, além de contar com bebedouros no estádio. Ampliamos nossas equipes de apoio para orientação ao público e cobertura médica. Lembramos ainda que é permitida a entrada com copos de água descartáveis ou garrafas plásticas flexíveis, sempre lacrados, e alimentos industrializados também lacrados", diz trecho da nota.

Ação de fiscalização

Ao R7, o Procon-SP informou ter notificado a T4F sobre o direito de os consumidores acessarem os locais de evento com suprimento pessoal de água — resguardadas as orientações de segurança quanto a embalagem e quantidades.

O Procon-SP estará presente com equipes de fiscalização, que devem verificar, entre outros itens, a questão da hidratação dos consumidores.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Entretenimento no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Previsão do tempo

O calor extremo — com sensação térmica chegando a quase 60°C em cima de placas de aço montadas no gramado do Nilton Santos — e os fortes temporais ofuscaram um pouco a passagem de Taylor Swift pelo Rio.

Em São Paulo, a previsão do tempo é para temperaturas mais baixas, mas com fortes chuvas. A Defesa Civil emitiu um alerta para fortes ventos no estado, entre quinta-feira (23) e sábado (25). Segundo o órgão, podem ocorrer rajadas de vento de 40 km/h a 80 km/h.

Além disso, a organização deve substituir as placas de ferro no Allianz Parque, local onde vão ocorrer as apresentações.

Taylor Swift parece se solidarizar com fãs dos EUA, enquanto 'não liga' para os brasileiros

Últimas