Guia prático do hipócrita profissional

Obra vem em boa hora para auxiliar quem deseja alcançar convívio harmonioso com a sociedade atual 

Guia Prático do Hipócrita Profissional

Guia Prático do Hipócrita Profissional

Pixabay

O Guia Prático do Hipócrita Profissional é o mais novo lançamento da Editora NOM e se propõe a ser um tutorial definitivo para aqueles que ainda têm dúvidas sobre como se comportar diante de todas as mudanças que o mundo vem passando nos últimos anos.

Embora muitos já saibam o que falar, o que fazer e o que postar nas redes sociais usando a hipocrisia de forma satisfatória, a obra vem para trazer dicas de aperfeiçoamento para que a proficiência na questão venha ser atingida. Dividido em níveis de conhecimento, o leitor poderá entender em que faixa se encontra e, daí em diante, praticar as dicas do guia para alcançar as etapas seguintes. Para se ter uma ideia do quanto a obra é completa, confira alguns ensinamentos de cada nível.

Nível Básico – indicado para aqueles que já entenderam que a hipocrisia é o novo normal, mas ainda não fazem uso frequente.

Dica – Se todos estão dizendo que o certo é errado e o errado é certo, contenha o seu senso de justiça e jamais contradiga o que está sendo dito. Você pode até pensar diferente – por enquanto – mas mantenha-se calado até que a verdade caia na espiral do silêncio. Você sabe que a verdade dói, então, por que iria se submeter a esse sofrimento? A dica é bem simples e democrática, pois todos podem praticar: cale-se!

Nível Intermediário – indicado para aqueles que já usam a hipocrisia no dia a dia, mas reconhecem que precisam se dedicar mais, pois ainda deixam algumas verdades escaparem.

Dica – As redes sociais são nossas grandes aliadas, pois podem fazer com que mentiras confortáveis tomem o lugar das verdades inconvenientes. Essa dica está baseada na frase de nosso mentor, Josefo Guebels: “Uma mentira contada mil vezes torna-se uma verdade.” Daqui em diante, use nossas hashtags mais populares em todas as suas postagens – sejam sobre o que forem – para que a hipocrisia esteja sempre em alta. Exemplos:

#BlackLivesMatter – ainda que você ache que todas as vidas importam é melhor guardar isso para si mesmo.

#VivaoSUS – ainda que você faça das tripas coração e acabe com o seu orçamento pagando plano de saúde para nunca depender do Sistema Único de Saúde, do qual você morre de medo e sabe que não pode contar em caso de doença. Isso não vem ao caso.

#LoveMyJob – ainda que você deteste seu trabalho e nem sequer fale inglês. O importante é fazer os outros pensarem que você é uma daquelas pessoas cheias de sorte que ganham muito dinheiro (embora ganhe pouco) fazendo o que ama (embora odeie). O que você pensa ou vive é irrelevante, jamais esqueça disso.

Use também:
#genocida e #fascista – mas não leia o significado dessas palavras no dicionário. Assim você não se sente um idiota;
#machista – para qualquer postagem que não coloque a mulher como ser superior;
#girlpower – quando qualquer mulher tiver que cuidar dos filhos sozinha e que diga que criança não precisa de pai. Mostre que você incentiva que as mulheres se virem sozinhas para tudo nessa vida;
#ofuturoéfeminino – porque homem nenhum presta e, portanto, não sabe fazer nada;
#meucorpominhasregras – ainda que seja obrigada a fazer uma porção de coisas, como se vestir de forma vulgar (mostrando o que não quer) para não ser chamada de careta, reacionária ou qualquer insulto semelhante. Poupe-se cumprindo as regras que os outros determinam;
#minhaverdade – extremamente útil para poder dizer a mentira que quiser sem ser contestado.

Nível Avançado – para aqueles que já adquiriram muitos seguidores falando e publicando tudo o que está de acordo com o politicamente correto. Não pare por aí, pois há sempre como melhorar.

Dica – ainda que você tenha um iPhone, que use a internet todos os dias, assista vídeos no YouTube e ame fazer compras em shoppings e refeições em restaurantes bacanas, deixe bem claro que o mal da humanidade se chama capitalismo. Enalteça sempre Cuba, diga que a Rússia é um país rico e que a Venezuela não está tão mal assim. Não importa que você não tenha a menor ideia do que está falando e que jamais vá viver em um lugar assim, sem liberdades e com alto nível de pobreza, afinal, trata-se de pura hipocrisia. E não esqueça de dizer que Che Guevara foi um herói, mas nunca (nunca mesmo) leia a verdadeira história sobre esse emblemático personagem. De novo: o que importa aqui é ser hipócrita e viver em plena harmonia com a sociedade moderna que tem o objetivo de impor a você o “novo normal”.

Esta crônica é uma ficção, mas poderia não ser...

Últimas