Vem aí mais uma conta para o brasileiro pagar

Governo sinaliza a formação do "gabinete do amor", que terá contratação de influenciadores digitais que apoiaram Loola durante a campanha

Governo Loola vai criar o 'gabinete do amor'

Governo Loola vai criar o 'gabinete do amor'

Oskar Burgos/EFE

Pelo visto Loola vai cumprir uma de suas promessas de campanha. Não, ele não vai distribuir picanha e nem isentar quem ganha até R$ 5.000 por mês de pagar imposto de renda. Esqueça isso, “cumpanheru”, pois a grana do pessoal do “amor venceu” não vai pro churrasquinho de fim de semana, não. Ela tem um destino muito mais útil (pro governo, claro, não pra você): a formação do “gabinete do amor”.

A novidade é que os “influencers” que fizeram o L e usaram suas redes sociais para eleger Loola vão receber seu pagamento e quem vai bancar mais essa conta milionária é você.

Paulo Pimenta (-Nos-Olhos-Dos-Outros), novo Ministro da Comunicação Social, quer contratar esse pessoal aí para falar sobre o governo. Falar bem, óbvio. Até porque, quem fala mal tem suas contas bloqueadas ou, no mínimo, desmonetizadas. Na pior das hipóteses pode dar até cadeia. Shhhhh!

Esses influenciadores do (ódio do) bem deverão mostrar a seus súditos, quer dizer, a seus seguidores, como o Brasil acaba de se tornar um país maravilhoso, convencendo a todos de que “o amor venceu” e que o brasileiro é um povo “feliz de novo”. Ah, como a vida nas redes sociais é maravilhosa, não é mesmo?

Enquanto isso, na vida real, os “novos ricos” que recebem um salário mínimo e meio, vão pagar Imposto de Renda (tenham feito o L ou não) e comer churrasquinho de gato rolando a tela do celular (pago em 24 prestações), comentando e curtindo os perfis desses “influencers of love”.

É isso, gente: os caras que mandaram todo mundo votar no Loola vão formar fila para receber seus pagamentos, enquanto ao brasileiro comum resta comprovar, mais uma vez, que pimenta nos olhos dos outros é refresco.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas