Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Odair Braz Jr - Blogs
Publicidade

Turnê de despedida de Alexandre Pires do Só Pra Contrariar é a maior enganação musical do ano

Será que desta vez a gente acredita mesmo que será a última vez desse pessoal junto?

Odair Braz Jr|Odair Braz Jr.Opens in new window

Alexandre Pires em show do SPC, neste sábado (5), em São Paulo (YURI MURAKAMI/Estadão Conteúdo - 05.04.2024)

O pagode dos anos 90/2000 é um fenômeno até hoje e o Só Pra Contrariar é sempre um dos grupos mais lembrados desta época e, pelo jeito, não quer deixar este lugar. Para isso, inventou do mais absoluto nada uma turnê de despedida de Alexandre Pires.

Ué, mas como assim? Ele já não tinha saído do grupo há décadas? Pois então.

O cantor, também um dos mais bem-sucedidos do Brasil, está em carreira solo desde 1999 (!), quando deixou o SPC para se aventurar sozinho pelo mundo da música. Alexandre ainda voltou a se apresentar com seu ex-grupo em 2013 para comemorar 25 anos de carreira. Depois disso, continuou com seus discos solo. Quer dizer, como assim, em pleno 2024, os distintos artistas criam uma nova turnê de despedida?

VEJA MAIS

O nome desta turnê, que começou no último fim de semana no Allianz Parque, tem a cara de pau de se chamar SPC Acústico 2 — O Último Encontro. Será que a gente acredita nisso? Será que vai ser isso mesmo? Seria ótimo se o nome desta reunião fosse “SPC Acústico 2 — O Último Encontro Agora É Pra Valer De Verdade”. Sim, porque o cantor já se despediu do SPC pelo menos duas vezes, gente! Tem cabimento um negócio desse?!

Publicidade

Enfim, a gente sabe que todo mundo tem contas para pagar e que Alexandre deve estar dando uma força para seus amigos (e seu irmão) do SPC. Mais do que isso, acredito de verdade que o show desse pessoal todo aí deva ser divertido e extremamente competente e que seus fãs estejam felizes, como mostrou minha colega Camila Juliotti. Mas é bem desagradável ficar inventando esse tipo de negócio, esses truquezinhos baratos. Falem logo que trata-se de uma turnê de reunião, que resolveram voltar a tocar juntos por pedido do público, por pressão da gravadora, para fazer as pessoas se lembrar deles etc e tal. Qualquer coisa, mas não deem uma de espertinhos. As pessoas percebem.

Seria bem mais honesto e não fica esse cheiro de enganação no ar.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.