Ligia Braslauskas Literatura “A Revolução dos Bichos em HQ" é clássico e atemporal

“A Revolução dos Bichos em HQ" é clássico e atemporal

O culto à personalidade e a crítica ao totalitarismo são elementos instigante do romance de George Orwell

Obra é leitura obrigatória e sempre atual

Obra é leitura obrigatória e sempre atual

Divulgação

George Orwell escreveu um dos maiores clássicos da literatura internacional: “A Revolução dos Bichos”. Os textos desse autor, ilusoriamente simples, exploram questões profundas e relevantes até os dias de hoje.

Nesta edição especialmente adaptada para o formato dos quadrinhos, a história dos animais que se rebelam contra os humanos para construir uma nova sociedade ganha releitura em formato HQ, mas sem perder as particularidades que tornaram o original de Orwell uma leitura obrigatória.

Uma narrativa essencial e que se apresenta aqui de modo ainda mais dinâmico, jovem, contemporâneo... um clássico para as novas gerações recontado em quadrinhos.

Os bichos unem-se para denunciar a exploração que sofrem do dono da fazenda, mas, lentamente, são ludibriados pela retórica, malandragem e mentiras de seus líderes, que passam a adotar os mesmo privilégios e a violência repressora que antes condenavam.

O culto à personalidade e a crítica ao totalitarismo são elementos instigante do romance de Orwell, que foi lançado em 1945 e, até hoje, por sua natureza distópico, permanece atual: descreve uma sociedade imaginária controlada por formas de opressão, criando, assim, condições de vida insuportáveis para os indivíduos.

“A Revolução dos Bichos em HQ”
136 páginas
R$ 56,60
Editora Brasil

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas