Qual o tempero da sua infância?

Manifesto criado pelo Instituto Jardins da Infância é retratado em livro

Gastronomia com crianças

Gastronomia com crianças

Divulgação

Para debater assuntos importantes como o papel da alimentação infantil, o Instituto Jardins da Infância anuncia o lançamento do manifesto “Qual o tempero da sua infância”? A ideia é descrita no livro “Infância fora do Comum”, produzido por Drica Lobo, Vanessa Silva e Luciana Tokita. Por meio de um relato de atividades gastronômicas realizadas pelo instituto, em parceria com Soul Kitchen, Escola Juan Auribe e seis chef’s convidados, o manifesto delineia um dos pilares de atividades e objetivos do Instituto: enriquecer o desenvolvimento da criança, promovendo a saúde e a qualidade de vida.

“Com a chegada da pandemia temos visto muitas famílias construírem histórias importantes ao aprenderem a preparar alimentos feitos em casa. Tem sido uma ocasião em que as pessoas estão mais próximas, construindo memórias e vivenciando momentos importantes junto à família, na cozinha e na mesa”, pontua Adriana Lobo, diretora do Instituto Jardins de Infância.
 
O livro tece um enredo de ideias e receitas para que as crianças desenvolvam memórias gastro-afetivas, não apenas ao redor da mesa, mas ao longo de todo o circuito do preparo de cada prato, até o último ingrediente.  Desmistificando ingredientes e trazendo muito sabor e qualidade, entretendo a criançada com dicas de receitas como ratatouille, massinha com cogumelos e pizza de beterraba, as receitas são fáceis, rápidas e saborosas, com versões português, inglês e francês, desenvolvidas pelos chefs Vanessa Silva, Luciana Tokita, Alexandre Pernet, Carol Iwai, Gustavo Blanco e Papoula Ribeiro.
 
“Queremos uma geração de crianças que possam exigir dos pais uma alimentação consciente e que dê todas as condições para tornar o mundo mais humano e saudável”, diz Luciana Tokita.

Vanessa Silva, chef do Grupo Fasano, nomeada “Chef do Ano”pela Veja Comer & Beber, completa. “Conhecimento, educação e transformação poderão ser os fatores que ajudarão a próxima geração de crianças a mudar o mundo”.   
      
Erick Jacquin, mestre e mentor de Vanessa, apoiador do manifesto, afirma: “Quando o ser humano dominou o fogo na cozinha a história começou de verdade. E hoje estou preocupado porque nós deixamos de dominar o fogo por causa da tecnologia. A chama está se apagando, as crianças precisam assoprar essa chama para o fogo não morrer, para não morrer o espirito de família unida ao redor da mesa [...] Nós temos a obrigação de passar este patrimônio familiar, cultural, para os pequenos que só esperam comer bem e aprender.”

O manifesto se concretiza com a seguinte pergunta: “Qual o tempero da sua infância?”. Afinal, na cozinha é onde se desenvolvem todos os sentidos e memórias afetivas da comida. O manifesto é retratado no livro “Infância Fora do Comum” e propõe que a alimentação seja um prazer e não uma obrigação. Para espalhar o manifesto, o Instituto convida a todos para dividirem suas histórias afetivas com a comida por meio da #temperodeinfancia.

“Cozinhar mais frequentemente com meus filhos me aproximou não somente deles, como também das minhas próprias raízes, por meio de receitas de família”, conta Sosô Uribe Conte, mãe que participou do projeto.

A obra pode ser encontrada no site do Instituto Jardins da Infância a preço sugerido de R$ 69. O valor arrecadado com a venda será redirecionado ao projeto social e a construção de um foodtruck que ampliará o manifesto para as áreas periféricas de São Paulo, levando oficinas de gastronomia, arte, sustentabilidade e cidadania. O projeto será realizado nos territórios educadores, com foco na criança e no adolescente, nas comunidades de Paraisópolis, Heliópolis, Jardim Ângela e Pinheiros.

Últimas