Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Cine R7
Publicidade

'Tartarugas Ninja: Caos Mutante' é animação moderninha para pegar as novas gerações

Nova animação estreia nesta quinta-feira (31) nos cinemas brasileiros

Cine R7|Lello Lopes, do R7


Leonardo, Michelangelo, Donatello e Raphael em 'As Tartarugas Ninja: Caos Mutante'
Leonardo, Michelangelo, Donatello e Raphael em 'As Tartarugas Ninja: Caos Mutante'

De tempos em tempos, as tartarugas ninjas saem das sombras (ou do esgoto) para ganhar espaço de destaque na cultura pop. Agora é a vez de Leonardo, Michelangelo, Donatello e Raphael estrelarem uma animação com ares de moderninha. A nova versão das personagens pode ser vista no divertido Tartarugas Ninja: Caos Mutante, que estreia nesta quinta (31) nos cinemas brasileiros.

De olho nas novas gerações, o filme se inspira na bem-sucedida fórmula de Homem-Aranha no Aranhaverso, com ritmo frenético, trilha sonora envolvente e diferentes estilos de animação. A trama se desenrola quando as tartarugas adolescentes, cada uma com sua personalidade distinta, anseiam por uma vida normal, contrastando com a visão mais cautelosa do mestre Splinter.

Tudo muda quando elas cruzam o caminho de April O'Neil. Assim como as tartarugas, a aspirante a jornalista busca seu lugar em um mundo que muitas vezes não a aceita. Juntos, eles enfrentam seus medos e se lançam em uma aventura para desvendar o mistério por trás de uma série de roubos em Nova York, todos orquestrados pelo enigmático Supermosca. 

É uma boa sacada do filme colocar como vilões uma gangue de animais mutantes, que dividem com as tartarugas o medo de não serem aceitos pela sociedade. O Destruidor, inimigo clássico do grupo, faz apenas uma ponta no estilo piscou-perdeu.

Publicidade

Os diretores Jeff Rowe e Kyler Spears acertam o tom entre comédia e ação, embora algumas cenas muito escuras prejudiquem o entendimento do que está rolando na tela. Nada que o público mais novo não esteja acostumado, mas quem cresceu com as tartarugas nos anos 80 e 90 talvez tenha mais dificuldade e ache o filme infantil demais.

Criadas em 1984 para os quadrinhos, as tartarugas ninja viraram uma febre mundial na virada para os anos 90 com um desenho empolgante e um filme de sucesso, com as personagens interpretadas por atores com fantasias de borracha que eram puro carisma.

Publicidade

A franquia então começou a perder impacto e submergiu com o fracasso de As Tartarugas Ninja 3, de 1993, quando o grupo é transportado para o Japão medieval (!). Em 2007, uma animação em computação gráfica tentou trazer as tartarugas de volta, mas com um resultado apenas mediano.

O ressurgimento bem-sucedido veio pelas mãos do produtor Michael Bay em 2014, quando as Tartarugas Ninjas retornaram às telonas marombadas e porradeiras em um filme live-action repleto de ação e explosões, que arrecadou quase US$ 500 milhões e gerou uma sequência.

A mais recente animação, que estreou internacionalmente no início do mês, já arrecadou impressionantes US$ 136 milhões nas bilheteiras e ganhou fôlego para a retomada da franquia. "Cowabunga!", como diriam as próprias tartarugas.

Assim como 'Barbie' e 'Oppenheimer', relembre filmes de peso que estrearam no mesmo dia

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.