Motorista culpa 'shorts' da menor por assédio e é detonado por Anitta

Cantora foi para as redes sociais soltar o verbo contra o motorista que 'justificou ' cantadas em passageira menor de idade por causa da roupa dela

Anitta criticou a postura do motorista

Anitta criticou a postura do motorista

Reprodução/Instagram

Um motorista de aplicativo foi banido da empresa após uma adolescente de 17 anos denunciá-lo por assédio em Viamão, em Poto Alegre. Durante uma entrevista para a TV, direto da delegacia, o motorista tentou justificar sua atitude, dizendo que a jovem estava com um “short tipo Anitta, com uma mini blusa e as pernas abertas no banco, me chamando atenção”.

A adolescente de 17 anos gravou e divulgou vídeo nas redes sociais acusando de  'assédio' um motorista de aplicativo durante corrida realizada na tarde de domingo (16).

Após a justificativa do motorista, Anitta foi para as redes sociais soltar o verbo. 

A cantora  se pronunciou sobre o caso via Twitter.

“Acabei de receber este vídeo onde o motorista que assediou uma passageira menor de idade tenta justificar o injustificável (seu assédio) dizendo que a menina estava usando um short ‘tipo Anitta’ e sentada numa posição favorável ao assédio. NADA justifica um assédio. A forma de se vestir, sentar, falar etc não significa qualquer autorização ou pedido ou convite a ser assediada e/ou invadida, abusada, estuprada etc. Quanto à menina estar usando um short ‘tipo Anitta’, pra mim significa que ela é independente, não tem medo de ser quem ela quer e, acima de tudo, bem inteligente pra denunciar e expor um assediador para que outras meninas não passem pelo mesmo que ela”, escreveu a cantora.