'Seu Severino' morre de causas diferentes em noticiários da Globo

Emissora causa confusão ao narrar morte de homem de 60 anos  por dois motivos diferentes, em dois telejornais nacionais distintos, no mesmo dia

A repórter Sabina Simonato dando uma das versões da morte

A repórter Sabina Simonato dando uma das versões da morte

Reprodução

Como explicar a narrativa da morte de um mesmo personagem, com causas diferentes, em dois noticiários do mesmo canal, no mesmo dia?

A morte de um homem de 60 anos causou confusão no jornalismo da Globo na terça-feira (21). O motivo é que o óbito foi atribuído a dois motivos diferentes em dois telejornais nacionais distintos da rede. E tudo no mesmo dia.

A primeira versão foi exibida no 'Jornal Hoje', quando a repórter Sabina Simonato narrou a história de Severino, que “teve um AVC e estava há dias no Hospital Municipal de Campo Limpo esperando por um leito de UTI”, mas acabou morrendo antes de ser transferido.

Já no fim do dia, no 'Jornal da Globo', a repórter Patrícia Falkowski falou sobre o caso do mesmo homem, mas dessa vez o relato deu conta de que ele morreu de Covid-19 sem conseguir o leito de UTI.

A Globo tentou se explicar e disse que “Alexandre, filho do senhor Severino, informou que o exame para Covid-19 foi feito logo que o pai foi internado por causa do AVC. Essa declaração inclusive foi ao ar nos jornais locais”.

A emissora admitiu que o 'Jornal da Globo' cometeu “uma imprecisão” ao dizer que o homem estava com a Covid, quando na verdade o caso se tratava apenas de uma suspeita.

Ao blog, fontes do jornalismo do canal contaram que a confusão gerou uma crise interna que pode resultar em demissão de envolvidos.